Quanto vale um bulldog francês? Nos Estados Unidos pode valer uma vida

23 jun, 17:33
Bulldog francês (Renata Brito/AP)

Há quem ande armado quando transporta cães desta raça, que podem chegar a custar cerca de 28 mil euros

Um cachorro da raça bulldog francês pode custar 30 mil dólares (cerca de 28 mil euros) nos Estados Unidos, uma situação que está a tornar este um negócio lucrativo, mas também perigoso.

Por isso mesmo, quando sai de casa com um dos seus cães, Jaymar Del Rosario leva, além da ração e do papel do veterinário, uma Glock 26. Este criador de cães conta ao The New York Times que “se não conhecer a zona, se não conhecer as pessoas” vai sempre levar a sua arma.

Estes parecem ser os cães da moda, espalhando-se pelo Instagram de influenciadores, de artistas e de atletas profissionais, o que já os fez subir ao número dois das raças populares nos Estados Unidos, apenas atrás do labrador retriever.

Talvez por isso têm sido reportados cada vez mais assaltos a donos destes cães. Só nos últimos anos foram sinalizados casos em Miami, Nova Iorque, Chicago, Hostoun e, em especial, por todo o Estado da Califórnia.

Foi o que aconteceu a Koji e Gustav, os dois cães de Lady Gaga que foram roubados enquanto andavam na rua com um passeador de cães profissional que tinha sido contratado pela cantora.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Lady Gaga (@ladygaga)

A vice-presidente do American Kennel Club explicou à agência AFP que o valor de um destes cães supera, no mínimo, os três mil euros, dependendo do exemplar em causa.

Segundo Brandi Hunter Munden, o facto de esta ser uma raça rara inflaciona o seu preço, até porque é difícil de fazer criação. “Pode levar algum tempo até conseguirmos um”, explica.

Por isso mesmo, os especialistas indicam uma série de conselhos para os donos destes cães: ter chip; ter sempre o animal em trela fora de casa; manter os papéis de registo num local seguro; utilizar uma coleira com GPS; ter cuidado com estranhos que se aproximam de casa.

No entanto, aquela que parece ser a medida mais importante é também a mais ignorada: a publicação de imagens nas redes sociais, que acabam por identificar o cão e, muitas vezes, o local onde está.

Foi o que já fizeram estrelas como Leonardo DiCaprio, Madonna, Snoop Dogg ou Michael Phelps.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados