Vítor Pereira e a estreia: «Não vim a pensar que seria fácil»

6 mar, 13:41
Vítor Pereira

Treinador português perdeu primeiro jogo frente ao São Paulo

Vítor Pereira estreou-se no último sábado como treinador do Corinthians com uma derrota diante do São Paulo FC (0-1), em jogo do estadual paulista. No final do jogo, o treinador português falou da intensa chuva que caiu, do golo madrugador do adversário e admitiu que «há muitas coisas para corrigir».

«Em primeiro lugar, acho que o golo no começo condicionou um pouco. O golo no começo e a chuva que caiu, que não podemos controlar. O campo ficou muito pesado, dificultando a circulação da bola. O que tínhamos feito no aquecimento acabou neste período esperando a luz voltar. Tivemos essa desconcentração, enquanto o São Paulo entrou no jogo desde o primeiro minuto. Demoramos a reagir», começou por dizer na conferência de imprensa virtual que se seguiu ao jogo.

O São Paulo adiantou-se no marcador logo no primeiro minuto, com um golo de Calleri. «Quando reagimos, já tínhamos concedido o primeiro golo. O campo ficou pesado, também condicionou o aspeto tático do jogo. Começamos a circular a bola com mais qualidade, rodamos de um corredor para o outro, encontramos espaços, tivemos combinações interessantes, mas o São Paulo esteve sempre mais confortável, pois estava em vantagem, com possibilidade de defender mais baixo e contra-atacar», prosseguiu.

Uma estreia exigente, frente a um dos maiores clubes do Brasil. «Eu não vim para o Brasil a pensar que seria fácil [risos]. Tenho consciência de que até as alterações atmosféricas podem condicionar o jogo. Entramos mal no jogo, houve quebra. O tempo que estiveram em campo foi demasiado longo, quebrou do ponto de vista físico o aquecimento e também a concentração. São Paulo entrou metido e nós, um bocadinho a vê-los passar. Pagamos caro a fatura, sofremos aquele primeiro golo. Sei que o desafio é grande, pelas viagens, pela temperatura, pelas características das equipas. O que nos falta é tempo de trabalho», destacou.

Numa avaliação geral, Vítor Pereira diz que há muito trabalho para fazer. «Evidentemente, tem muita coisa para corrigir. Tivemos cinco treinos, três com a equipe completa. Sabemos exatamente o que temos que melhorar. Vou tirando impressões, avaliando os jogadores que tenho, e este jogo me permitiu avaliar, mais uma vez. Em relação aos experientes, temos que jogar um jogo onde nós controlamos o ritmo e a bola. E é isso que vamos tentar fazer», referiu ainda.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados