Brasil: Rafael Ramos diz que não sabia que termo «macaco» é racista

31 mai, 18:38
Rafael Ramos e Edenilson

Lateral português do Corinthians voltou a reclamar inocência em relação à acusação de Edenílson

Presente a tribunal esta terça-feira, Rafael Ramos voltou a reclamar inocência acerca da acusação de racismo que lhe é feita por Edenílson, jogador do Internacional.

O caso remonta ao dia 15 de maio, quando o médio de 32 anos acusou o português de lhe ter chamado de «macaco», no empate entre a equipa de Porto Alegre e o Corinthians.

Na altura, o antigo lateral-direito do Santa Clara reclamou inocência, posição que voltou a ter esta tarde no Tribunal de Justiça Desportiva do Brasil.

«Uma coisa importante que ele [Rafael Ramos] disse hoje [terça-feira] e que precisa de ser destacada: em Portugal, como ele mencionou, não se faz esse tipo de comentário [macaco] quando se quer ser preconceituoso, e ele não sabia que isso era utilizado no Brasil», afirmou o advogado de Ramos, Daniel Bialski, citado pelo Globoesporte.

«Ele reafirmou o que já tinha dito várias vezes, não só no depoimento oficial que prestou em Porto Alegre, como em todas as declarações, de que em momento algum ofendeu de forma racista o Edenílson», acrescentou.

Rafael Ramos, diga-se, arrisca-se a um castigo entre cinco a dez jogos. Edenílson também será ouvido no Tribunal de Justiça Desportiva do Brasil, no próximo dia 6 de maio.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados