Governo condena ações de "violência e desordem" em Brasília

8 jan, 20:17

Executivo português reiterou oo "apoio inequívoco às autoridades brasileiras na reposição da ordem e da legalidade"

O Governo português condenou este domingo as ações de "violência e desordem" que tiveram lugar em Brasília e reiterou o apoio "inequívoco" às autoridades brasileiras.

Numa nota enviada às redações, o Governo transmite "inteira solidariedade" à Presidência da República do Brasil, ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal. Eis a nota na íntegra:

"O Governo português condena as ações de violência e desordem que hoje tiveram lugar em Brasília, reiterando o seu apoio inequívoco às autoridades brasileiras na reposição da ordem e da legalidade. O Governo transmite a sua inteira solidariedade à Presidência da República do Brasil, ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal, cujos edifícios foram violados nas manifestações anti-democráticas que tiveram lugar esta tarde."

Santos Silva manifesta “veemente repúdio pelo ataque” ao Congresso

O presidente da Assembleia da República expressou o seu “mais veemente repúdio pelo ataque” ao Congresso do Brasil e manifestou solidariedade em particular ao Senado e Câmara dos Representantes deste país.

Centenas de apoiantes do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro invadiram e vandalizaram o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF), sedes do poder legislativo, executivo e judiciário, numa manifestação em que pedem uma intervenção militar para derrubar o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma semana após a sua tomada de posse.

Os manifestantes avançaram e furaram as barreiras montadas pela polícia, com imagens dos invasores dentro do salão verde do Congresso, dentro e fora do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF), a serem divulgadas nas redes sociais

A polícia brasileira usou gás lacrimogéneo para tentar, sem sucesso, travar os manifestantes.

Relacionados

Governo

Mais Governo

Patrocinados