Morreu a atriz Claudia Jimenez

CNN Portugal , MJC
20 ago, 17:11
A atriz Claudia Jimenez (DR)

A humorista brasileira trabalhou com Jô Soares e Chico Anysio e participou na popular série "Sai De Baixo"

A atriz brasileira Claudia Jimenez morreu no início da manhã deste sábado, aos 63 anos. A intérprete de Edileuza, da série humorística “Sai de Baixo”, estava internada no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. A causa da morte não foi, até ao momento, divulgada. 

Claudia Maria Patitucci Jimenez nasceu na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, em 1958. Na juventude começou a dedicar-se ao teatro amador e, pouco depois, teve os seus primeiros papéis na televisão. Começou a carreira na TV Globo com uma participação em "Malu Mulher", em 1979, e depois na novela "Jogo da Vida", de 1981. Entrou para o elenco de "Viva o Gordo", com Jô Soares. Depois, fez aparições em programas de humor como "Chico Anysio Show", "Os Trapalhões" e "Armação ilimitada".

A partir de 1990, Claudia Jimenez interpretou a desbocada Cacilda, uma das alunas da “Escolinha do Professor Raimundo”, com o “professor” Chico Anysio. Era ela que dizia: “Beijinho, beijinho, pau, pau”.

Em 1996, Claudia deu vida à empregada doméstica Edileuza, de “Sai de Baixo”. Os seus embates com Caco Antibes, de Miguel Falabella, fizeram a plateia gargalhar durante uma temporada.

O ator, dramatugo e encenador Miguel Falabella deixou uma emocionada homenagem a Claudia no seu Instagram: "Estou deitado, passando um filme na minha cabeça, tentando me agarrar às tantas gargalhadas que demos, ao prazer de atuar juntos, ao seu único e irreproduzível tempo de comédia."

 

Também no Instagram, Joaquim Monchique lamentou a partida da artista: "Por tudo, amizade, alegria, gargalhadas, trabalho, pelo teu enorme talento, de certeza que o Brasil hoje está todo em pé a dar-te uma enorme ovação, feliz como tu mereces! Querida 'Cráudinha', serei para sempre teu fã", disse o ator português.

A atriz foi a intérprete da versão brasileira do espetáculo "Mais Respeito Que Sou Tua Mãe", de Falabella, que em Portugal foi encenado protagonizado por Joaquim Monchique.

Claudia Jimenez também integrou o programa “Zorra Total” de 1999 a 2001, interpretando as personagens Glorinha e Greice Quéle.

A atriz fez novelas. Entre outras participações, foi a Bina de “Torre de Babel” (1998), a Dagmar de “As Filhas da Mãe” (2001), a Consuelo de “América” (2005), a Custódia de “Sete Pecados” (2007), a Violante de “Negócio da China” (2008), a Zélia de “Além do Horizonte” (2013) e a Lucrécia de “Haja Coração” (2016).

No cinema, atuou em “Gabriela, Cravo e Canela” (1983), “Ópera do Malandro” (1986) e "Os Trapalhões no Auto da Compadecida" (1987). 

O seu último papel foi a Bibiana do quadro “Infratores”, no "Fantástico", em 2018.

Séries

Mais Séries

Patrocinados