Detido homem suspeito de atear incêndio que lavrou em Santo Tirso

Agência Lusa , CF
8 jul, 19:31
Incêndio

Bombeiros de Santo Tirso detalham que o suspeito foi intercetado depois de ter sido "apanhado a sair do mundo onde lavrou o incêndio" por câmaras de vigilância

Um homem com cerca de 50 anos foi detido esta sexta-feira por suspeita de ter ateado o incêndio que lavrou na localidades de Agrela e Água Longa, no concelho de Santo Tirso, revelou à Lusa o comandante dos bombeiros.

Segundo Daniel Carneiro, dos Bombeiros de Santo Tirso, o suspeito “foi intercetado na sequência de imagens de câmaras de vigilância de uma fábrica o terem apanhado a sair do monte onde lavrou o incêndio e que foram mostradas aos bombeiros”.

A denúncia, acrescentou o graduado, foi feita “por um popular”, sendo que a mesma foi encaminhada para a “GNR de Santo Tirso que acabou por deter o homem na altura em que, junto de populares, assistia ao combate às chamas”, acrescentou.

O alerta para o incêndio que lavrou próximo da saída da Autoestrada 41, em Água Longa, foi dado pelas 11:30 entrando em rescaldo cerca das 16:30, revelou Daniel Carneiro, que confirmou a inexistência de feridos ou habitações atingidas pelas chamas.

O caso foi entregue à Polícia Judiciária.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados