Dois bombeiros detidos pela PJ por fogo posto ficam em prisão preventiva

29 jul, 20:53
Incêndios em Baião, no Norte de Portugal (Hugo Delgado/ LUSA)

Operacionais utilizaram uma viatura da corporação para ir para o local onde atearam as chamas

Dois elementos do corpo de bombeiros de Caneças, em Odivelas, foram detidos pela Polícia Judiciária por crimes de incêndio, depois de terem sido apurados indícios de que já este mês atearam fogos florestais na área de intervenção da sua corporação, apurou a CNN Portugal.

Em comunicado a Polícia Judiciária anunciou que os suspeitos, de 27 e 19 anos, vão ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.

O objetivo seria de dar trabalho à corporação onde os dois bombeiros exercem funções, e há suspeitas de que, para atearem as chamas, utilizaram inclusive uma viatura dos bombeiros em que se faziam transportar.

A CNN procurou uma reação do comando de bombeiros de Caneças a esta situação, mas não obteve qualquer reposta.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados