Bolsa de Lisboa e principais bolsas europeias em alta

Agência Lusa , MBM
21 mar, 10:35
Bolsa de Lisboa (Getty Images/ Picture Alliance)

A bolsa de Lisboa estava esta terça-feira a negociar em alta, com 13 dos 16 títulos do PSI a subirem, liderados pelos do BCP, único banco do índice, que subia 3,55% para 0,20 euros.      

Cerca das 08:45 em Lisboa, o PSI, que desde segunda-feira inclui a Ibersol, avançava 1,35% para 5.847,46 pontos, com a cotação de 13 'papéis' a subirem e três a descerem.

Às ações do BCP seguiam-se as da Altri, Sonae e Galp, que se valorizavam 3,50% para 4,79 euros, 2,37% para 0,97 euros e 2,24% para 10,16 euros.

As ações da Jerónimo Martins, Navigator e Mota-Engil eram outras das que mais subiam, designadamente 2,03% para 21,08 euros, 1,73% para 3,29 euros e 1,72% para 13,38 euros.   

As ações da Semapa e dos CTT também subiam mais de 1%, já que avançavam respetivamente 1,67% para 13,38 euros e 1,18% para 3,44 euros.

As outras quatro ações que se estavam a valorizar registavam acréscimos da cotação entre 0,20% e 0,89%. 

Em sentido contrário, as ações da Corticeira Amorim, Ibersol e EDP desciam, designadamente 0,31% para 9,60 euros, 0,30% para 6,60 euros e 0,27% para 4,75 euros.

Bolsas Internacionais

As principais bolsas europeias abriram hoje em alta, numa sessão em que a Reserva Federal dos EUA (Fed) inicia a reunião de política monetária, de dois dias, numa altura em que o foco continua a ser a situação do sistema financeiro.     

Além da crise bancária e do início da reunião do Fed, o mercado aguarda hoje a publicação do índice de confiança no investimento ZEW tanto para a Alemanha como para a zona euro.

Na segunda-feira, a Bolsa de Nova Iorque terminou em alta, com o Dow Jones a subir 1,20% para 32.244,58 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro de 2022.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 0,39% para 11.675,54 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0734 dólares, contra 1,0716 dólares na segunda-feira e 1,0909 dólares em 02 de fevereiro, um máximo desde abril de 2022.   

O euro está a cotar-se acima da paridade face ao dólar desde 07 de novembro, depois de ter estado abaixo da paridade desde 20 de setembro, com exceção para o dia 26 de outubro (1,0076 dólares).

O barril de petróleo Brent para entrega em maio abriu a descer no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 73,05 dólares, contra 73,79 na segunda-feira e 72,97 dólares em 17 de março, um mínimo desde janeiro de 2022.

Relacionados

Negócios

Mais Negócios

Patrocinados