Deputado espanhol do Vox expulso da Bolívia

Agência Lusa , AM
5 jan, 06:20
Victor Gonzalez (Vox)

Vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Bolívia, Freddy Mamani, disse, em conferência de imprensa, que Gonzalez tinha vindo "gerar violência no país" e cometera "atos que perturbam a ordem pública"

Um deputado do partido espanhol Vox Victor Gonzalez anunciou na quarta-feira que foi expulso da Bolívia, para onde se deslocara para apoiar Luis Fernando Camacho, governador e principal figura da oposição, detido na sexta-feira.

"Quando já estava sentado dentro do avião, dois agentes informaram-me de forma muito correta que fui expulso da Bolívia", escreveu na rede social Twitter o deputado, numa publicação acompanhada com imagens da ordem de expulsão.

Segundo a publicação, Victor Gonzalez está agora proibido de entrar em Cuba, Nicarágua e Bolívia.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Bolívia, Freddy Mamani, disse, em conferência de imprensa, que Gonzalez tinha vindo "gerar violência no país" e cometera "atos que perturbam a ordem pública".

O deputado chegou ao país no fim de semana, convidado pelo Comité Cívico de Santa Cruz, uma organização de cidadãos e patronal que apoia Camacho, governador da província de Santa Cruz e principal figura da oposição.

Luis Fernando Camacho foi detido na sexta-feira, acusado pelo Ministério Público de conspirar um golpe de Estado em 2019 contra o ex-Presidente Evo Morales, que deixou o cargo nesse ano.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados