«É preciso entender o jogo do Sporting antes de dar atenção a algum jogador»

16 mar, 15:32
Ricardo Paiva, treinador do Boavista (LUSA)

Ricardo Paiva que quebrar a invencibilidade dos leões com «equilíbrio e compromisso»

O treinador do Boavista, Ricardo Paiva, quer quebrar a invencibilidade do Sporting com «equilíbrio e compromisso», no jogo entre as duas equipas agendado para este domingo, a contar para a 26.ª jornada da Liga.

«Julgo que os jogadores estão preparados para isso e que estão motivados, não só pelos últimos resultados, mas também pelo trabalho que têm vindo a desenvolver no dia a dia. Sabemos que aquilo que nos espera pela frente é difícil. O caminho ainda é longo e eles estão cientes disso, mas julgo que vão estar amanhã [domingo] equilibrados, focados e determinados em conseguirem fazer um bom jogo», afirmou, citado pela Lusa.

Os axadrezados regressaram aos triunfos na jornada passada, frente ao Moreirense, numa partida em que cimentaram a mudança tática para um 3x4x3.

«Mais do que a estrutura, isso tem a ver com a relação entre posições e setores, que vai determinar o sucesso e a eficácia da dinâmica coletiva", referiu o técnico, antes de analisar um possível encaixe das duas formações: "Essa proximidade e a maneira como a equipa interpretar o encurtar [de espaços] sobre a bola vai permitir que façamos coberturas e sejamos mais eficazes. Depois, é óbvio que a questão individual resolve estes jogos por si só. Tentaremos fazer com que isso venha o menos possível ao de cima e que aconteça o contrário quando tivermos a bola», defendeu.

«Não vejo que o Sporting vá modificar alguma coisa na sua vontade de ganhar. Eles não perderam pontos em casa e são candidatos ao título. Não espero qualquer facilidade por terem jogado a meio da semana. Espero um Sporting igual a si mesmo, forte nos vários momentos do jogo e capaz de causar dificuldades do primeiro ao último minuto», continuou.

Para o treinador de 43 anos, a mais-valia do Sporting é o coletivo: «Julgo que a mais-valia do Sporting é a sua dinâmica coletiva. Ofensivamente, tem ideias bem claras e um processo extremamente bem definido, gerando dificuldades através da mobilidade que imprime nas suas ações. Da nossa parte, identificámos essa dinâmica ao máximo possível e vamos procurar mantermo-nos sempre equilibrados e coesos, com a certeza de que iremos ter um volume de trabalho muito grande nos 90 minutos.»

«O Gyökeres tem características muito interessantes, uma disponibilidade física incrível e um sentido de baliza fantástico. Joga bem de costas e faz movimentos à largura de uma forma aparentemente muito simples e durante 90 minutos. Agora, ele não vem buscar a bola ao guarda-redes ou arranca de uma área em direção à outra. É preciso anular estas ligações e entender o jogo do Sporting antes de dar atenção a algum jogador», atirou.

O Boavista joga este domingo em casa do Sporting, a partir das 20h30.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados