Bill Gates fala sobre traição no casamento com Melinda: "Causei dor à minha família"

4 mai, 12:14
Bill Gates (Evan Agostini/Invision/AP)

Fundador da Microsoft respondeu sobre as alegações de traição à ex-mulher, com quem esteve casado durante 27 anos. Em entrevista, revelou ainda que os dois continuam a trabalhar juntos e que o ano do divórcio "foi duro" para a família

Um ano depois do divórcio milionário, Bill Gates falou sobre a traição que terá levado ao fim do casamento de 27 anos com Melinda French Gates. Sem confirmar diretamente os casos, confessou a "responsabilidade" na "dor" causada.

Em entrevista à Today, esta terça-feira, o fundador da Microsoft foi questionado se alguma vez tinha sido infiel à ex-mulher, tendo assumido que cometeu "erros".

"O divórcio é, definitivamente, uma coisa triste. Eu sou responsável por ter causado muita dor à minha família. Foi um ano difícil. Sinto-me bem porque todos estamos a avançar agora", afirmou. 

Apesar do divórcio, o casal tem trabalhado em conjunto na Fundação Gates e mantém uma boa relação, garante o filantropo.

"Eu e a Melinda continuamos a trabalhar juntos. Foi triste e trágico, mas estamos a avançar juntos", afirmou.

Em maio de 2021, o The Wall Street Journal revelou que, quando Gates saiu da Microsoft, em março de 2020, terá sido motivado por um relacionamento considerado “impróprio” com uma funcionária. Na versão oficial, Bill Gates disse que deixou a liderança da Microsoft para se dedicar inteiramente à fundação, mas fonte da Microsoft confirmou à AFP que Gates “pretendia estabelecer um relacionamento íntimo com uma funcionária” em 2000, alegadamente uma engenheira.

Na entrevista desta terça-feira, Gates recusou dar detalhes sobre o caso por considerar que "aprofundar os detalhes não é construtivo", mas assume sem rodeios: "Causei dor e sinto-me terrível por isso".

O fundador da Microsoft lançou, na terça-feira, o livro "How to Prevent the Next Pandemic", em que alerta para o risco do surgimento de uma variante de covid-19 "ainda mais transmissiva e fatal".

Melinda e a tristeza do fim do casamento

Antes de Bill Gates falar dos rumores de traição, Melinda French Gates comentou a sua tristeza pelo divórcio em entrevista à CBS, em março, afirmando que estava a sofrer por ter perdido "algo que pensava que ia ter para a vida toda".

Quando questionada sobre as supostas traições do ex-marido, Melinda foi categórica: "Essas são perguntas a que o Bill deve responder". No entanto, revelou que o relacionamento chegou a um ponto em que "já não conseguia confiar".

"Chegou a uma altura em que era suficiente para perceber que já não era saudável. Eu não podia confiar no que tínhamos”, afirmou, revelando ainda o quanto sofreu e que chegou a chorar no chão de casa, sem saber como se iria "levantar dali". 

Melinda Gates

Confrontado com as declarações da ex-mulher, Bill Gates lembra que o casamento também teve "coisas maravilhosas".

"Foi uma coisa muito difícil. (…) Tivemos muitas coisas incríveis no nosso casamento. As crianças, a fundação, a diversão que tivemos. E por isso é um ajuste muito difícil. Sei que os divórcios são diferentes, mas isto é uma mudança completa. Fomos parceiros, quase que crescemos juntos e agora é diferente. Não somos casados", afirmou.

Por sua vez, na entrevista à CBS, Melinda disse que, atualmente, mantém uma relação "amigável" com o ex-marido, até porque ainda há um "processo de cura" a fazer.

"Amigos é uma palavra diferente para mim. Isso pode vir com o tempo mas, para mim, ainda há um processo de cura a fazer".

Melinda e Bill Gates casaram no dia 1 de janeiro de 1994, no Havai, e juntos foram pais de Jennifer, Rory e Phoebe. A 3 de maio de 2021, o casal anunciou que "depois de uma grande ponderação e de muito trabalho na relação", tinham decidido terminar o casamento.

Líderes

Mais Líderes

Patrocinados