"Reconheço o absurdo de tanta riqueza concentrada numa só pessoa". Melinda Gates deixa de doar maior parte da fortuna à fundação do ex-marido

3 fev, 15:46
Melinda Gates (Getty Images)

Bilionária procura "novos parceiros, ideias e perspectivas" fora do fundo filantrópico do qual é cofundadora

Melinda Gates, que se divorciou do milionário Bill Gates o ano passado, avançou oficialmente esta quarta-feira que vai deixar de doar a maior parte da sua fortuna à Fundação "Bill & Melinda Gates", da qual é cofundadora.

A ideia da também milionária será, por isso, distribuir a riqueza por várias outras instituições e organizações, de acordo com informação avançada pelo The Wall Street Journal

“Reconheço o absurdo de tanta riqueza estar concentrada nas mãos de uma pessoa, e acredito que a única coisa a fazer com uma fortuna deste tamanho é doá-la – da maneira mais ponderada e impactante possível”, escreveu Melinda, que disse comprometer-se com mais do que "preencher cheques". 

"Dar dinheiro que a sua família nunca vai precisar não é um ato especialmente nobre. O verdadeiro padrão de generosidade é quando alguém é capaz de dar, mesmo que isso implique ficar sem (ou com menos) alguma coisa", continuou.

Contrariamente a Melinda, Bill Gates revelou que a sua prioridade vai ser continuar a investir na fundação Gates: "É a minha prioridade, mesmo que faça outras doações".

Em 2000, a William H. Gates Foundation passou a Bill & Melinda Gates Foundation. O fundador da Microsoft passou a presidir à administração, juntamente com a mulher e com o pai, que morreu a 16 de setembro de 2020.

Nos próximos cinco anos, a Fundação Bill e Melinda Gates vai destinar 2.100 milhões de dólares (1.770 milhões de euros) para a igualdade de género, anunciou Melinda no fórum da ONU pela Igualdade em Paris, em junho de 2021.

Recorde-se que, em maio do ano passado, Bill e Melinda Gates anunciaram que se iam divorciar após 27 anos juntos.

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados