Quatro dos seis corredores humanitários acabam na Rússia ou Bielorrússia. Veja os mapas

7 mar, 11:33

Ucrânia acusa Putin de manipular líderes mundiais com corredores humanitários que vão parar à Rússia ou Bielorrússia. Das seis rotas sugeridas para esta segunda-feira, apenas Mariupol e Sumy têm corredores que levam a outras partes da Ucrânia. As restantes acabam nas mãos da Federação Russa

Às primeiras horas de segunda-feira, Moscovo anunciava que ia permitir a abertura de corredores humanitários, a partir das 10:00 (07:00 em Lisboa), na capital ucraniana, Kiev, e nas cidades de Mariupol, Kharkiv e Sumi.

A informação foi prestada à Cruz Vermelha, à Organização para a Segurança e Cooperação na Europa e à ONU, e iria garantir a saída de milhares de pessoas. Só em Mariupol há cerca de 300 mil civis à espera para deixarem a cidade, que está debaixo de fortes bombardeamentos, indicou a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk.

No entanto, cerca das 11:00 (hora de Lisboa), as autoridades ucranianas anunciaram que os corredores humanitários ainda não foram abertos e disseram que as propostas russas são "inaceitáveis", uma vez que apenas Mariupol e Sumy têm rotas de evacuação que não levam os cidadãos à Rússia ou à Bielorrússia (aliado dos russos).

"É uma forma inaceitável de abrir corredores humanitários. A nossa gente não vai de Kiev para a Bielorrússia para depois ser enviada para a Rússia", afirmou.

Segundo a governante, as Nações Unidas estão a participar nas negociações dos corredores humanitários e Vereshchuk já pediu ajuda aos EUA, Reino Unido e à França para ajudarem a estabelecer os corredores.

Também um porta-voz do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky já afirmou que os cidadãos ucranianos devem ter a possibilidade de deixar as suas casas através do seu país.

Quatro cidades, seis corredores

Kiev, Mariupol, Kharkiv e Sumi. São quatro as cidades que se preparam para fazer sair milhares de cidadãos nos corredores humanitários que falham desde sábado. De acordo com a agência russa Ria, as rotas estão estabelecidas e apenas duas acabam na Ucrânia. 

Mariupol - uma rota termina na Rússia e outra rota termina em Zaporizhzhya, na Ucrânia

Rota 1 - Mariupol, Novoazovsk, Taganrog, Rostov-on Don (Rússia) e depois por avião, estrada ou comboio até ao destino escolhido ou para um abrigo temporário

 

Rota 2 - Mariupol, Portivske, Mangush, Respublika, Rozivka, Bilmak, Polohi, Orekhiv, Zaporizhzhya

Kharkiv - rota termina na Rússia

Rota 3 - Kharkive, Nekhoteyevka, Belgorod (Rússia) e depois por avião, estrada ou comboio até ao destino escolhido ou para um abrigo temporário

Sumy - uma rota termina na Rússia e outra termina na Ucrânia

Rota 4 - Sumy, Sudzha, Belgorod (Rússia) e depois por avião, estrada ou comboio até ao destino escolhido ou para um abrigo temporário
Rota 5 - Sumy, Holubivka, Romny, Lokhvitsya, Lubny, Poltava (Ucrânia)

Kiev - rota termina na Bielorrússia

Rota 6 - Kiev, Hostomel, Rakivka, Sosnovka, Ivankiv, Orane, Chernobyl, Gden', Gomel (Bielorrúsia) e depois por avião para a Rússia

 

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados