Enzo Fernández: o “herdeiro” de Francescoli que convence rapidamente

23 jun, 23:41
Enzo Fernández

A história do médio argentino com quem o Benfica anunciou um princípio de acordo

Com Enzo Fernández não costuma haver tempo a perder.

Pelo menos, quando se trata de avaliar a qualidade do médio argentino de 21 anos por quem o Benfica anunciou nesta quinta-feira ter um princípio de acordo com o River Plate.

O miúdo que começou a jogar nas escolinhas La Recova, clube de San Martín, em Buenos Aires, foi descoberto quando tinha apenas cinco ano por Pablo Esquivel , um caçador de talentos que defrontou a equipa de Enzo e avisou imediatamente o River Plate que tinha ali um diamante em bruto.

Seria ele depois que convenceria também os pais de Enzo a deixar o filho mudar-se logo para o gigante argentino. Aos pais e ao próprio miúdo, que segundo Esquivel «só queria jogar com os miúdos do seu bairro».

O apelo, contudo, era forte. Afinal, era o clube por quem batia forte o coração daquela humilde família com cinco filhos que chamava por Enzo. O menino que «herdara» o nome de Enzo «El Príncipe» Francescoli, ídolo do pai do reforço do Benfica, que brilhou com a camisola do Millonarios.

A verdade é que o menino Enzo, as coisas correram bem no River Plate, até passar das escolinhas para o escalão de iniciados.

Aí o menino de San Martín começou a sentir algumas dificuldades. Durante dois anos passou a jogar menos e por vezes não era sequer convocado, chegando mesmo a ponderar deixar o River Plate.

Nessa fase, voltou a ser importante a amizade de Esquivel que ajudou a convencê-lo a ficar e lutar pelo seu espaço no clube do coração.

A aposta não demorou a render. Aos 16 anos, começou a destacar-se, e pouco depois começou a trabalhar com a equipa de reservas, ficando a um passo da equipa principal, com apenas 17 anos.

45 minutos encantaram Muñeco Gallardo

Na equipa principal, Enzo tinha alguém com uma experiência impar na deteção e lançamento de talento na equipa principal.

Marcelo Muñeco Gallardo, o mais titulado dos treinadores do River Plate e que lançou mais de 40 jovens formados no clube, em nove anos.

Tal como fizera aos cinco anos com Esquivel, Enzo Fernández convenceu o olho atento de Gallardo muito rapidamente.

Os primeiros 45 minutos de treino com a equipa principal, em janeiro de 2019, deixaram o técnico rendido e fizeram-no levar o jovem de 18 anos para o banco de um jogo da Libertadores.

A estreia aconteceu apenas cerca de um ano depois, contra a Liga de Quito, também na Libertadores.

Mas o mesmo treinador que ficara encantado com as qualidades do jovem, recomendou-lhe um empréstimo para que pudesse ter mais minutos de jogo de forma e não interromper a sua evolução.

«Gallardo chamou-me e disse-me que existia a possibilidade de ser cedido. Explicou-me que ia ser bom para ganhar experiência na Primeira divisão, confiança e eu nunca duvidei que ele tinha razão», revelaria.

Convencido pelas palavras de Gallardo, Enzo seguiu para o Defensa y Justicia. O clube que, surpreendentemente, venceria a Copa Sudamericana em 2020, sob o comando de Crespo e a Recopa, uma espécie de Supertaça sul-americana, ao derrotar o Palmeiras de Abel.

No clube dos arredores de Buenos Aires, o jovem Enzo não demorou a impor-se e conquistou um lugar de destaque no meio-campo. Cumpriu mais de 30 jogos num ano em que somou um golo e duas assistências.

E esse ano bastou para Gallardo pedir o regresso do jogador, que tinha sido emprestado por um ano e meio. O River conseguiu negociar o fim antecipado do empréstimo, enviando outro jovem jogador para o Defensa y Justicia.

Enzo regressou ao River Plate e tornou-se aposta regular no onze dos Millonarios, ao ponto de ter sido convocado para a seleção principal da Argentina, apenas quatro meses depois, apesar de não se ter estreado.

Menos de um ano depois de ter regressado a «casa» do empréstimo ao Defensa y Justicia, Enzo Fernández prepara-se para dar um novo salto. Agora rumo à Europa. A caminho do Benfica.

Nesse ano na equipa principal do River Plate, Enzo fez menos de 50 jogos. 48, mais precisamente.

Desde dezembro, o início da época na América do Sul, o talento de Enzo rebentou. Em 25 jogos, o médio apontou 10 golos e fez seis assistências.

Será que volta a convencer os adeptos do Benfica à primeira vista?

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados