SAD do Benfica confirma acusação de fraude fiscal

1 mar, 11:57
5.º: Estádio da Luz (3 Jogos; Média: 4,50).

Sociedade confirma também acusação a um dos administradores que ainda se encontra em funções

A SAD do Benfica confirmou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, que foi acusada de fraude fiscal e falsificação de documentos no âmbito do processo «Saco Azul».

Na mesma nota, a sociedade encarnada refere que, por inerência, foram acusados também os membros do Conselho de Administração no mandato de 2016 a 2020, confirmando por isso a acusação a Domingos Soares de Oliveira, que se mantém em funções como co-CEO.

Luís Filipe Vieira é acusado de três crimes de fraude fiscal e 19 de falsificação. Soares Oliveira e Miguel Moreira, antigo diretor financeiro, são acusados dos mesmos crimes.

Segundo o despacho de acusação, a que a Agência Lusa teve acesso, estes crimes são imputados em coautoria com a empresa QuestãoFlexível e o arguido José Bernardes.

Ainda de acordo com a Lusa, a SAD do Benfica é acusada de dois crimes de fraude fiscal qualificada, com o MP a acusar também a sociedade Benfica Estádio de um crime de fraude fiscal e 19 de falsificação de documento. O procurador Hélder Branco dos Santos acusou ainda a empresa QuestãoFlexível dos mesmos crimes, sendo que José Bernardes responde também por branqueamento de capitais.

A acusação suspeita que em 2017 terão saído da SAD do Benfica mais de 1,5 milhões de euros com recurso a faturas fictícias por serviços de uma empresa de informática que, acredita, nunca foram prestados.

Comunicado na íntegra:

«A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD (“Sociedade”) vem informar que a Sociedade foi acusada de fraude fiscal, tendo, por inerência e entre outros, membros que integraram o seu Conselho de Administração no mandato 2016 a 2020, um dos quais se encontrando ainda em funções sido também acusados da mesma infração, bem como de falsificação de documentos instrumentais daquela imputada fraude fiscal. O processo corre os seus termos e será oportunamente exercido o direito de defesa de acordo com a tramitação legal.»

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Mais Lidas

Patrocinados