Benfica vence Reading por 2-0: Schmidt tira notas sobre 22

9 jul 2022, 18:17

Alexander Bah entrou na segunda parte e marcou um golo e assistiu para o outro

O Benfica venceu o Reading por 2-0, num jogo/treino realizado no Saint George’s Park. Os golos da equipa de Roger Schmidt foram apontados na segunda parte pelo reforço Alexander Bah e por Gil Dias.

Roger Schmidt tirou notas sobre 22 jogadores: onze na primeira parte e outros onze na etapa complementar.

FILME DO JOGO

Helton Leite, Gilberto, António Silva, Morato, Grimaldo, Florentino, Weigl, João Mario, Neres Henrique Araújo e Rafa vieram na primeira «leva». Portanto, a equipa de coletes no treino aberto do fim de semana passado no Estádio da Luz e, até agora, o único «cheirinho» até agora do novo Benfica.

E o que pode dizer-se deste novo Benfica? Vê-se nele a preocupação de exercer uma pressão alta logo sobre o setor defensivo contrário, com as unidades da frente em trabalho constante nesse sentido. Pelos três homens mais adiantados e ainda pelo «dez» João Mário.

Depois, Weigl e Florentino, tendencialmente em cunha e a saltarem para cima dos médios adversários sempre que a primeira linha de pressão era ultrapassada. Lá atrás, a linha quase sempre muito subida.

Durante os 45 minutos iniciais, o Benfica dispôs de algumas ocasiões de golo. João Mário e Neres testaram a atenção do guardião do Reading a abrir e Henrique Araújo falou um golo fácil na recarga a um remate de Rafa. A procura pela rápida circulação de bola foi evidente, mas também foi notória alguma falta de capacidade para abrir espaços no último terço perante uma equipa muito recuada no terreno.

O Benfica regressou assim para a segunda parte: Samuel Soares; Bah, Tomás Araújo, André Almeida e Ristic; Paulo Bernardo, Meite e Chiquinho; Pizzi, Diego Moreira e Gil Dias.

Um ataque sem uma referência fixa, com Diego Moreira (rematou à barra) em busca de espaços exteriores e Gil Dias a começar a aparecer mais por dentro a partir da hora de jogo.

Pizzi e Chiquinho mostraram bons pormenores e saltou à vista a projeção dos laterais. Ristic começou por ter mais envolvimento, mas depois Alexander Bah chegou-se à frente: não só para assumir protagonismo no jogo, mas talvez também na luta com Gilberto.

Aos 65 minutos, o internacional dinamarquês inaugurou o marcador após uma boa incursão por zonas de finalização e pouco depois assistiu Gil Dias para o segundo.

Na segunda parte, o ascendente dos encarnados foi ainda maior, diante de um Reading curto no plano ofensivo.

Benfica

Mais Benfica

Mais Lidas

Patrocinados