Chalana no Estádio da Luz, uma despedida só ao alcance dos «maiores»

12 ago, 16:45

Antigo jogador foi homenageado no estádio do Benfica perante milhares de pessoas

Uma despedida à altura.

Milhares de adeptos juntaram-se esta tarde no Estádio da Luz para o último adeus a Fernando Chalana, falecido na passada quarta-feira, dia 10 de agosto, aos 63 anos.

No relvado, as figuras foram muitas. A começar por vários antigos jogadores do clube e a acabar nos atuais atletas que vestem a águia ao peito. Várias equipas de vários escalões do emblema encarnado marcaram presença na cerimónia.

A maior das honras, no entanto, coube ao plantel principal, orientado por Roger Schmidt. Os futebolistas perfilaram-se junto ao túnel de acesso aos balneários e, depois da guarda de honra à família do antigo internacional português, saudaram a urna que de Chalana, transportada por antigos colegas: Diamantino Miranda, Humberto Coelho, Carlos Manuel e Alberto Bastos Lopes.

E aí, sim, começaram as emoções fortes.

Perante os aplausos dos adeptos presentes nas bancadas, a família de Chalanix não conteve as lágrimas. Mesmo Rui Costa, o presidente das águias, não escondeu a emoção.

A isso seguiram-se longos minutos de aplausos no topo norte do Estádio, enquanto se entoava o hino do Benfica e outros cânticos do clube da Luz.

Chalana, um dos maiores símbolos do Benfica, teve uma despedida daquela que era a sua «casa» só ao alcance, lá está, dos maiores. Reconhecido pelos pares, pelos mais novos e até pelos rivais, como é o caso de Frederico Varandas, presidente do Sporting.

Assim era Chalana.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados