Veríssimo: «É difícil aceitar um golo anulado por dois centímetros»

7 mai, 20:14
Benfica-FC Porto (Getty Images)

Palavras do técnico do Benfica após a derrota ante o FC Porto

O treinador do Benfica, Nélson Veríssimo, em declarações após a derrota frente ao FC Porto (1-0), em jogo da 33.ª jornada da Liga, que confirmou o título dos dragões:

[Análise ao jogo] «Acho que o jogo fica marcado pelo resultado, o nosso objetivo era ganhar, mas acho que a equipa fez um bom jogo, há que reconhecer isso. Tivemos posse de bola, chegámos com critério ao último terço, tivemos um golo anulado. Fica o resultado num jogo difícil, mas a equipa deu uma boa resposta no jogo jogado.

[Golo anulado e golo nos descontos do FC Porto?] A equipa foi perdendo discernimento no critério para chegar ao ataque, na parte final jogámos mais com o coração, e numa transição acabámos por sofrer o golo.

[Golo anulado a Darwin é o espelho do campeonato] O que sentimos é que houve muitas situações ambíguas na decisão do árbitro. Anular golos por dois centímetros é difícil de aceitar, se concretizássemos esse golo teríamos outra tranquilidade. Fizemos um jogo muito competente. É natural que no fim tenhamos arriscado mais, mas o que fica é que os jogadores fizeram tudo.

[Opção por Lázaro e Gil Dias] Sabíamos que o FC Porto colocava muitos jogadores no corredor da bola, e queríamos aproveitar sempre o lado contrário. A opção foi pelo Lazaro foi numa perspetiva de dar algum equilíbrio ao lado esquerdo. Não lhe pedimos nada diferente, ele já conhece essa posição. Um e outro estiveram bem. Mas no jogo jogado, fizemos uma exibição muito competente.

[Aposta em três avançados no fim] À medida que o jogo foi correndo fomos arriscando. É uma opção descair o Darwin para a esquerda, ele gosta de pisar esses terrenos. Depois também colocámos o Seferovic e o Yaremchuk. O objetivo não era procurar logo os cruzamentos, mas isso acabou por acontecer, mais na parte final.»

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados