Benfica: morreu Chalana, aos 63 anos

10 ago, 09:37

Águias lamentam perda do «Pequeno Genial»

Morreu Fernando Chalana, na última madrugada, aos 63 anos, informou o Benfica.

O «Pequeno Genial», como ficou conhecido, é uma das maiores lendas das águias, que representou durante 13 épocas.

O extremo começou a jogar no Barreirense, clube da cidade de onde era natural, mas chegou ao Benfica ainda adolescente para trilhar um caminho de sucesso de águia ao peito.

Com mais de 300 jogos realizados com a camisola do Benfica, Chalana conquistou seis campeonatos, três Taças de Portugal e duas Supertaças.

AO MINUTO: todas as reações à morte de Fernando Chalana

Em Portugal, o jogador representou ainda o Belenenses e o Estrela da Amadora, na fase final da carreira, além de ter jogado nos franceses do Bordéus, equipa pela qual conquistou um campeonato e uma Taça.

«Um dos grandes e eternos nomes da Mística do Sport Lisboa e Benfica, ingressou no Clube aos 15 anos e representou-o, primeiro como jogador, durante 13 épocas (1974-1984 e 1987-1990), e depois, durante largos anos, como elemento técnico ligado ao futebol. Natural do Barreiro, onde nasceu no dia 10 de fevereiro de 1959, Fernando Chalana vestiu oficialmente o Manto Sagrado pela primeira vez no dia 7 de março de 1976, com apenas 17 anos e 25 dias. Até àquela data, nunca ninguém tão jovem havia atuado na 1.ª Divisão portuguesa», lê-se no site do Benfica.

Rui Costa, presidente do clube encarnado, já reagiu à triste notícia: «Estamos a falar daquele que todos nós, jogadores, consideramos o maior génio do futebol português. Enquanto presidente, tudo farei para que a memória dele esteja bem presente em todos os benfiquistas».

«Muito triste com essa notícia logo pela manhã. Descansa em paz, senhor Chalana, 'Chalanix'. Um dos maiores da história do Benfica e uma pessoa com um coração incrível», escreveu por sua vez Luisão, diretor-técnico e de performance do Benfica, nas redes sociais.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados