Benfica: «Em nenhum momento Jesus solicitou que o deixassem sair»

6 mai, 17:37
Jorge Jesus no Benfica-Sporting (Lusa)

Encarnados dizem ainda que o técnico nunca «se mostrou disponível para abdicar das remunerações»

O Benfica vincou, esta sexta-feira, cerca de 24 horas depois das declarações vindas a público por parte do treinador Jorge Jesus, que o antigo técnico dos encarnados não solicitou a saída do clube em «nenhum momento».

«O Sport Lisboa e Benfica esclarece que em nenhum momento Jorge Jesus solicitou que o deixassem sair do clube», refere o Benfica, em comunicado, na tarde desta sexta-feira.

A reação do clube lisboeta surge depois de Jesus ter detalhado uma conversa que teve com o atual presidente do Benfica, antes da saída, em dezembro de 2021.

«Às 23h30 liguei ao Rui Costa e disse: "tenho um problema difícil para ti e para mim. Não quero ser mais treinador do Benfica". Ele disse: "Dorme bem, fala com a tua almofada, sou presidente há três meses, não me faças isso, por favor". No dia a seguir, fomos para o treino e ele e o Luisão estavam à minha espera para tentar mudar as minhas ideias. Disse: "Não quero, Rui. Nem para ti, nem para mim, nem para o Benfica. Deixa-me ir embora. Vamos chegar a um acordo e se tu és meu amigo e se gostas do Benfica, porque gostas mais do Benfica do que eu, tenho a certeza, deixa-me sair". Cheguei a um acordo e vim embora. Passados um dia ou dois, o Flamengo contrata o Paulo Sousa», contou, em declarações ao programa brasileiro Bem, Amigos!, da SporTV.

Na mesma nota, esta sexta-feira, o Benfica acrescenta que Jorge Jesus, na mesma medida, em nenhum momento «se mostrou disponível para abdicar das remunerações a que teria direito até ao final da temporada».

«As duas partes entenderam que a rescisão por mútuo acordo era a melhor solução na defesa dos interesses do Sport Lisboa e Benfica, ficando igualmente acordado que a contratação de Jorge Jesus por parte de um novo clube implicaria a cessação de todas as obrigações contratuais que ligam as partes até ao final da atual época desportiva», finaliza o Benfica.

Jorge Jesus deixou oficialmente o Benfica a 28 de dezembro último, tendo sido substituído por Nélson Veríssimo, que comanda a equipa até final da 2021/22.

Nas declarações de Jesus à imprensa brasileira, Jesus assumiu que quer voltar ao Flamengo e que só espera «pelo menos até 20 de maio», numa afirmação que caiu mal entre ex-internacionais brasileiros e também no agente do treinador português Paulo Sousa, que atualmente orienta o Flamengo.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados