«A Liga disse-nos que se não jogássemos perdíamos por falta de comparência»

Rafael Vaz , Estádio Nacional, Oeiras
27 nov 2021, 23:25

A explicação do presidente do Belenenses, Rui Pedro Soares, sobre o polémico jogo com o Benfica, em que os azuis se apresentaram em campo com apenas jogadores devido a um surto de covid-19

PUB

Declarações do presidente do Belenenses, Rui Pedro Soares, no final da derrota frente ao Benfica, em que os azuis se apresentaram em campo com apenas jogadores devido a um surto de covid-19:

«Primeira declaração é para os jogadores: há 48 anos vejo futebol, nunca vi jogadores tão dignos como aqueles jogadores que foram obrigados a jogar. Para eles, um sentimento de profunda compreensão. Mostraram a todos o que é ter dignidade. Termos jogado hoje foi uma vergonha, menos para os nove jogadores que se aguentaram em campo. Importante dizer que ontem [sexta-feira] fizemos testes antigénio, esses testes deram um conjunto de resultados positivos que foram naturalmente comunicados. Durante o dia de hoje foram realizados testes PCR para confirmar. A meio da tarde, comunicámos à Liga que não queríamos ir a jogo, mas responderam-nos que tínhamos oito jogadores em condições e que como tal, se não fossemos a jogo, tínhamos falta de comparência. (…) E faltas de comparência resultam em perda de pontos. Durante a tarde, foram começando a chegar os testes PCR, e às 19h13 tivemos o lote final de jogadores que podiam ir a jogo. (…). Naquele momento passámos a ter nove jogadores, dois deles guarda-redes. Não há regulamento nem calendário que justifique a vergonha que se passou.

PUB
PUB
PUB
PUB

A meio da tarde, pedimos à Liga o adiamento do jogo. E o que nos responderam foi que tínhamos oito jogadores para ir a jogo. A meio da tarde, a nossa alternativa era ter falta de comparência. Às 19h13 há uma revisão da lista de disponíveis, depois dos testes PCR, e pedimos para não jogar. Pedimos ao Benfica para não jogar às 19h13. Falei com a Liga bastante mais cedo, e o que me foi dito é que tinha oito jogadores e que por isso tinha condições de ir a jogo. A minha alternativa era a falta de comparência, podíamos perder dois a cinco pontos. Era a alternativa que tinha. Naquela altura, não tinha nada a falar com o Benfica.»

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados