Hospital de Portalegre abre inquérito após bebé morrer por falta de socorro médico

Agência Lusa , BMA
28 jan, 11:53

Administração daquela unidade hospital está reunida. INEM ainda não avançou qualquer posição sobre o caso

A Unidade de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) revelou esta sexta-feira que vai instaurar um inquérito para apurar as circunstâncias da morte no hospital de Portalegre de um bebé de oito dias, por alegada falta de socorro médico.

Contactado pela agência Lusa, o porta-voz da ULSNA, Ilídio Pinto Cardoso, disse que a administração daquela unidade hospitalar vai avançar com o inquérito e tomar uma posição sobre este caso “mais tarde”.

A administração da ULSNA está reunida esta manhã, com caráter de urgência, para analisar esta situação.

Lembre-se que o bebé, de oito dias, morreu esta quinta-feira no Hospital de Portalegre e a fatalidade ocorreu após o pai da criança ter feito um pedido de socorro e ter ficado sem resposta por parte da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) daquela unidade de saúde.

A CNN Portugal contactou fonte oficial do INEM para uma explicação sobre este caso, mas ainda não obteve resposta.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados