Para que serve o novo instrumento antifragmentação do BCE? Mário Centeno explica

Agência Lusa , CV
15 jun, 15:25
Governador do Banco de Portugal, Mário Centeno

Governador do Banco de Portugal diz que a decisão do Banco Central Europeu “revela que o Eurossistema também aprendeu as suas lições no passado e está a utilizá-las de forma efetiva agora”

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, defendeu esta quarta-feira que o novo instrumento antifragmentação que o Banco Central Europeu (BCE) está a preparar é paralelo à normalização da política monetária, criando as condições para a sua concretização.

“Este instrumento não trata do processo de normalização em si, trata apenas de criar condições para que o processo de normalização se possa concretizar. Ou seja, evitar os tais riscos de fragmentação”, explicou Mário Centeno, durante a conferência de imprensa de apresentação do boletim económico do BdP, no Museu do Dinheiro, em Lisboa.

As declarações do governador do BdP ocorreram minutos depois do fim da reunião de emergência do BCE, que se realizou por videoconferência esta manhã.

O BCE prometeu esta quarta-feira "flexibilidade no reinvestimento" das obrigações adquiridas no âmbito do programa de emergência lançado durante a pandemia (PEPP) e indicou também "acelerar" o projeto de um novo instrumento "antifragmentação" para impedir um afastamento muito grande entre as taxas de juro dos países do Norte e os do Sul na zona euro.

Mário Centeno escusou-se a detalhar as características do novo instrumento, uma vez que ainda está a ser desenvolvido, mas afirmou que pretende criar as condições adequadas para que a normalização da política monetária anunciada pelo BCE possa avançar.

O governador sublinhou que esta "não é uma alteração de trajetória”, mas sim, pelo contrário, criar as condições para que a trajetória definida se possa materializar.

Mário Centeno frisou que a decisão do BCE “revela que o Eurossistema também aprendeu as suas lições no passado e está a utilizá-las de forma efetiva agora”.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados