Encontrado corpo de pescador de 62 anos desaparecido na barragem do Caia

Agência Lusa , HCL
20 nov, 20:04
Buscas de carro no Guadiana (Elvas)

Óbito foi confirmado por um médico e “os familiares reconheceram o cadáver”

O corpo do pescador, de 62 anos, que estava desaparecido na barragem do Caia, no concelho de Elvas (Portalegre), desde sexta-feira, foi hoje localizado e resgatado pelos bombeiros, revelaram a Proteção Civil e GNR.

Fonte do Comando Territorial de Portalegre da GNR disse à agência Lusa que “os bombeiros localizaram o cadáver debaixo de água, sensivelmente, às 17:20”.

A seguir, o óbito foi confirmado por um médico e “os familiares reconheceram o cadáver”, indicou a fonte policial.

Já o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre acrescentou à Lusa que a vítima mortal “foi encontrada dentro de água e resgatada para a margem”.

“O óbito foi declarado no local cerca das 18:15” e o corpo foi transportado para os serviços de medicina legal do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, afirmou o CDOS.

A fonte da GNR contactada pela Lusa explicou que a vítima mortal se encontrava debaixo de água “perto do local onde foi encontrada uma embarcação virada ao contrário, a boiar”.

“No entanto, há dúvidas, mesmo da própria família, sobre se aquela seria a embarcação que teria sido utilizada pela vítima”, referiu a fonte da Guarda.

A operação de busca e resgate aquático do homem começou no sábado, ao final do dia, depois de um familiar ter dado o alerta para o desaparecimento, por volta das 18:00, no Posto Territorial de Arronches da GNR.

O pescador tinha ido pescar para a barragem do Caia, na sexta-feira, e até ao final da tarde de sábado não tinha regressado, o que levou o familiar a alertar as autoridades.

A GNR e os bombeiros, que encontraram junto da albufeira a viatura automóvel do pescador, iniciaram de imediato as buscas, com patrulhas em terra e em embarcações, mas os trabalhos acabaram por ser suspensos nessa noite, sem resultados.

A operação foi retomada esta manhã e decorreu ao longo de todo o dia, até ser encontrado o corpo, mobilizando um total de 21 operacionais, apoiados por 10 veículos e três embarcações.

Entre estes meios, estiveram “uma equipa de mergulhadores com elementos de várias corporações e duas embarcações dos bombeiros, de Campo Maior e Ponte de Sor”, precisou o CDOS, tendo a GNR indicando que também recorreu a uma das suas embarcações nestas buscas.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados