Barack e Michelle Obama regressam à Casa Branca para revelar os seus retratos presidenciais

CNN , Maegan Vazquez
7 set, 22:06
Apresentação dos retratos presidenciais de Michelle e Barrack Obama na Casa Branca/ AP

Tradição de Washington não era celebrada desde 2012. Retratos representam o gosto do casal pelo realismo contemporâneo e pela simplicidade na arte

Os retratos oficiais da Casa Branca do ex-Presidente Barack Obama e da ex-primeira dama Michelle Obama foram revelados durante uma cerimónia emocionante na Casa Branca esta quarta-feira - marcando o primeiro regresso do casal desde 2017 e de uma tradição de Washington.

Os retratos, que vão ficar pendurados dentro da Casa Branca durante décadas, são os primeiros adicionados à coleção da Casa Branca em cinco anos - o Presidente Obama realizou uma cerimónia bipartidária de inauguração para George W. Bush e Laura Bush em 2012. Por outro lado, Donald Trump decidiu não tomar uma decisão semelhante. A imagem do Presidente Obama foi pintada por Robert McCurdy e o retrato de Michelle Obama por Sharon Sprung.

McCurdy disse à Associação Histórica da Casa Branca que o seu processo criativo centrou-se em trabalhar a partir de uma fotografia do ex-Presidente. A imagem fotorrealista do ex-Presidente, vestido com um fato preto e uma gravata cinzenta, é pintada contra um fundo branco minimalista - uma assinatura das obras de arte de McCurdy, que demoram pelo menos um ano a estarem completas. 

O retrato da antiga primeira-dama foi pintado por Sprung, que descreve a sua obra como "realismo contemporâneo". A imagem retrata Michelle Obama num vestido azul sentada num sofá na Sala Vermelha da Casa Branca. A obra de arte foi pintada a partir de fotografias tiradas em diferentes locais da Casa Branca. Já o atual Presidente, Joe Biden, utilizou a cerimónia desta quarta-feira para refletir sobre os feitos dos Obama.

Apresentação dos retratos presidenciais de Michelle e Barrack Obama na Casa Branca/ AP

 


"Juntos", disse Biden, "fizeram história". "Ambos geraram esperança para milhões de pessoas que foram deixadas para trás durante tanto tempo - e isso importa. Ambos o fizeram com tanta graça e tanta classe. É tão subestimado... apenas ter esperança. Este é o presente da presidência Obama para o país e para a história."

A cerimónia na Sala Leste marcou uma ocasião rara para uma celebração entre duas administrações presidenciais dentro da Avenida Pennsylvania 1600, onde o Presidente Biden e a primeira-dama Jill Biden convocaram uma espécie de 'quem é quem' de funcionários da administração passados e presentes - do ponto de vista único de terem servido em ambos os mandatos.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados