Pelo menos 32 pessoas morreram em naufrágio no Bangladesh

Agência Lusa , DCT
26 set, 08:04
Naugrágio no Bangladesh (AP Photo)

Segundo a imprensa local, pelo menos dez pessoas foram resgatadas e levadas para hospitais.

Pelo menos 32 pessoas morreram e várias dezenas estão desaparecidas, após o naufrágio de um barco que transportava peregrinos hindus num rio no norte do Bangladesh, no domingo, anunciou esta segunda-feira a polícia.

Mais sete corpos foram encontrados esta manhã por equipas de resgate no rio Karotoa, perto da cidade de Boda, no norte do Bangladesh, disse o chefe da polícia distrital, Sirajul Huda.

O barco transportava cerca de 90 pessoas, "três vezes a sua capacidade", segundo Huda.

"Sessenta pessoas ainda estão desaparecidas", disse à agência de notícias France-Presse.

“Houve chuva forte pela manhã [de domingo] e por isso (...) os peregrinos amontoaram-se no barco para chegar rapidamente ao templo” de Bodeshwari, detalhou Huda.

"O barqueiro pediu que algumas pessoas desembarcassem para aliviar a carga. Mas ninguém escutou", lamentou o chefe da polícia.

Segundo a imprensa local, pelo menos dez pessoas foram resgatadas e levadas para hospitais.

Imagens gravadas por telemóveis e transmitidas pelo canal de televisão Channel 24 mostram o barco sobrecarregado a tombar e afundar-se subitamente, arrastando os passageiros para as águas lamacentas do rio.

Dezenas de pessoas nas margens, a cerca de 20 metros de distância, começaram a gritar quando viram o desastre.

Milhares de hindus do Bangladesh, um país de maioria muçulmana, visitam o templo Bodeshwari todos os anos.

Domingo marcou o início do Durga Puja, o principal festival hindu no Bangladesh, que atrai multidões aos templos.

As tragédias ligadas aos naufrágios de barcos, causadas pela falta de manutenção e a sobrelotação a bordo, são frequentes no Bangladesh, um país pobre atravessado por rios.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados