Megaoperação da PSP termina com quatro espaços noturnos encerrados e sete detidos, dos quais cinco seguranças

Daniela Rodrigues , (atualizada às 11:00)
10 jul, 08:40

A operação teve início às 23:30 de sábado e terminou por volta das 3:00 de domingo, na zona do Cais do Sodré, Bairro Alto e Rua Cintura do Porto de Lisboa

Quatro estabelecimentos noturnos foram encerrados provisoriamente e cinco seguranças foram detidos numa megaoperação da PSP de combate à criminalidade violenta associada à noite de Lisboa, com mais de 200 operacionais empenhados. A PSP deteve ainda duas pessoas em flagrante delito por posse de estupefacientes e posse de arma ilegal.

A operação foi acompanhada em exclusivo pela CNN Portugal, que testemunhou as buscas em pelo menos oito espaços de diversão noturna no Cais do Sodré, Bairro Alto e Rua Cintura do Porto de Lisboa.

Desta operação, resultou o encerramento provisório de quatro espaços estabelecimentos por não respeitarem as condições de segurança, tendo sido apreendidas ainda algumas armas, nomeadamente três soqueiras, uma pistola 6.35 mm e 27 munições, quatro bastões extensíveis e vários bastões artesanais.

No decurso desta operação foram ainda detidos sete homens, cinco través de mandados de detenção, por se encontrarem indiciados de crimes de ofensas à integridade física qualificadas, roubos e posse de armas proibidas e os restantes dois foram detidos em flagrante delito por posse de produto estupefaciente e posse de arma ilegal. 

Na rua cor de rosa, no Cais do Sodré, centenas de pessoas ficaram impedidas de entrar e sair do cerco policial enquanto os agentes fiscalizavam estabelecimentos, realizavam buscas e revistavam pessoas. 

A megaoperação, que teve início às 23:30 deste sábado e terminou por volta das 3:00, teve como objetivo "a prevenção e combate da criminalidade violenta e grave e o reforço do sentimento de segurança nas Zonas de Diversão Noturna", pode ler-se no comunicado da PSP.

Toda a operação contou com a presença de uma magistrada do Ministério Público, a procuradora Felismina Carvalho Franco, da Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP de Lisboa, e foi realizada com a colaboração da ASAE. 

 

Uma das soqueiras apreendidas durante a megaoperação da PSP em Lisboa
Uma das armas apreendidas, uma Beretta 950, calibre 6.35 mm
Bastões apreendidos pela PSP
Uma das soqueiras apreendidas aos seguranças nos estabelecimentos noturnos em Lisboa

 

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados