Juntaram bacalhau à música "BILLIE EILISH." e o resultado tornou-se viral no TikTok

24 nov, 17:01
Bacalhau no Azeite

No espaço de um mês, ultrapassaram os três milhões de visualizações. Em menos de 3 horas, levaram um hino de apoio à Seleção Nacional ao número 1 do top de músicas em Portugal.

“Era para fazer uma paródia, mas isto evoluiu para algo que ninguém estava à espera”, conta David Da Rapper (segundo a contar da esquerda na fotografia de capa) à CNN Portugal, no estúdio do Coletivo Criativo, em Coimbra. O músico juntou-se a Rafa Martini (Rafael Martins, à esquerda na imagem), KNOX (Marcelo Mendes Garrido, terceiro a contar da esquerda) e Mike Flowers (Miguel Flores, do lado direito na fotografia) – “que mal conhecia” – para criar “Tugões”, o hit adaptado da música BILLIE EILISH., de Armani White, que celebra a portugalidade e que rapidamente se tornou viral nas redes sociais.

“Bacalhau no Azeite? Portugal!”, diz a música que se tornou popular, e o grupo surge num corredor de supermercado com duas garrafas de azeite. “O doutor disse que me fazia mal”, continua a letra, com a imagem do obrigatório bacalhau salgado. “Chamas-me Tugão, eu nunca levo a mal. Sabes que o que é bom, é nacional! Depois da janta, ver o Telejornal. Fernando Mendes na montra final”, e o apresentador surge em imagens do programa Preço Certo da RTP. Nem Cristiano Ronaldo nem Éder podiam faltar nesta espécie de hino ao que é ser português. “Melhor do mundo já sabes quem é”.

@daviddarapper_ Bacalhau no azeite? 🇵🇹 #raptuga #hiphoptuga #bragaportugal #armaniwhitebillieeilish #tugao #tuga🇵🇹 #tuga🇵🇹comoorgulho #portugalcaralh0 ♬ BILLIE EILISH. - Armani White

A letra de “Tugões” foi servida a 11 de outubro de 2022 e, ao fim de 12 horas, já contava com meio milhão de visualizações. Publicado na conta de TikTok de David Da Rapper, o vídeo ultrapassou os 2 milhões de visualizações, em menos de duas semanas.

Depois do sucesso do vídeo inicial nas redes sociais, o grupo adaptou a produção musical para um single próprio. Quando o divulgaram nas redes oficiais do projeto (que até então não existiam), os números continuaram a subir, atingindo 3.8 milhões de visualizações no TikTok. Desta vez, o vídeo já foi gravado num estúdio com David Da Rapper, Rafa Martini, KNOX e Mike Flowers vestidos em conformidade com o tema: bandeiras de Portugal, camisolas da seleção nacional, chapéus de palha, palito na boca, com uma vuvuzela na mão, um mini garrafão de vinho e, claro, uma garrafa de azeite. Desde a letra até aos acessórios, para KNOX estes são elementos rapidamente reconhecidos. “Tentámos juntar vários ícones e ‘memes’ portugueses num projeto e torná-lo o mais engraçado possível.”

 

 

Porque terá o vídeo chegado a tanta gente? Para Mike Flowers, a resposta é fácil: “A língua portuguesa é uma das mais faladas no mundo” e quando ela surge num conteúdo “divertido e com o qual toda a gente se consegue relacionar”, cativa “muita gente”. Ultrapassando até fronteiras. “Os emigrantes portugueses, mesmo estando lá fora, gostam de sentir Portugal, dos mais jovens, aos mais velhos.”

Em poucos dias, Bacalhau no Azeite eram tendência no TikTok, acabando por serem eles próprios a inspiração para outros que começaram a usar a letra de “Tugões” em vídeos. “Se isso não virar o hino nacional, o que está Portugal a fazer da sua vida?” lê-se num dos conteúdos partilhados, uma ideia que se repetiu em vários comentários da publicação dos Bacalhau no Azeite: “portanto isto é o novo hino. Mandem mail ao Costa”; “só meter na net não dá, não é? Que tal meter como novo hino da tuga?”.

David Da Rapper, Rafa Martini, KNOX e Mike Flowers, que já tinham algo em comum - a exploração das redes sociais para a divulgação de projetos musicais a solo e a criação de conteúdos - veem agora um futuro em conjunto através do projeto Bacalhau no Azeite. “Tugões” faz parte do EP de estreia “BNA”, onde estão também músicas como “Garagem da Vizinha”, “Não fomos nós (que roubámos o outro)”, “Postas de Bacalhau” e “Festa na Tuga”. Inspirado pela cultura portuguesa, o grupo estreou no âmbito do Mundial de futebol, mais um single, desta vez de apoio à Seleção Nacional, tal como tinham desvendado durante a entrevista com a CNN Portugal. Lançado esta quinta-feira, "Golo (Hino de Apoio à Seleção Nacional)" chegou ao número 1 do top de músicas em Portugal, no iTunes, em menos de 3 horas.

@bacalhaunoazeite

Então… vocês queriam um Hino para a nossa Seleção 🇵🇹 no Mundial? 👀🐟🔥

♬ original sound - BACALHAU NO AZEITE 🐟🇵🇹

Quando, em setembro de 2021, o TikTok atingiu os mil milhões de utilizadores mensais, o comunicado da rede social salientava que a sua missão era “inspirar a criatividade e trazer alegria”. Sem se aperceberem de que seguiam o lema desta marca, os Bacalhau no Azeite nasceram com o mesmo propósito. “Quando um conteúdo tem apenas música acaba por ser aborrecido e nas redes sociais o importante é saber entreter”, defende Rafa Martini. Quando recorda o processo criativo de “Tugões”, Rafa explica que, mal se sentaram para debater ideias, começaram-se a divertir com a letra da música e, depois de divulgada, a melhor parte foi ir lendo através dos comentários que “as pessoas sentiram o mesmo e riram com o vídeo”.

Esta foi a vantagem que os Bacalhau no Azeite encontraram na produção musical para as redes sociais: escapar da “seriedade” normalmente associada à indústria da música e, em poucos dias, deixar várias pessoas com uma música na cabeça e um sorriso na cara. KNOX resume: “O que fazemos é tentar partilhar um pouco de nós e da nossa diversão”.

 

Música

Mais Música

Patrocinados