Piloto despedido pela Red Bull devido a racismo mantém lugar na equipa

29 jun, 17:17
Juri Vips

Proprietário da Hitech condenou o comportamento de Jüri Vips, mas diz que todos merecem uma segunda oportunidade na vida. «Mas nunca uma terceira», avisa

Apesar de ter sido despedido pela Red Bull devido ao uso de linguagem racista durante um direto na plataforma Twitch, o piloto estónio Jüri Vips vai manter o lugar na equipa de Fórmula 2 Hitech.

Isso mesmo foi confirmado pelo proprietário da equipa britânica. «Tomei a decisão para que o Jüri mantenha o lugar na Hitech até ao fim da época, sendo esta uma decisão que debatemos seriamente. Permitir-lhe completar a época com a Hitech é dar-lhe uma oportunidade para ele desmonstrar, através dos seus atos, o tipo de pessoa que é. Deixei claro que considero que aquele tipo de linguagem foi totalmente inaceitável, mas opto por dar-lhe a oportunidade para se redimir», disse Oliver Oakes em comunicado.

O dono da Hitech garantiu que ninguém na Hitech é tolerante para com manifestações de racismo ou quaisquer outros tipos de comportamentos ofensivos sob qualquer forma, mas criticou a intolerância da sociedade nos dias de hoje e a incapacidade para perdoar erros de quem mostra arrependimento. «O que é que isso diz sobre a sociedade?, questionou.

Oliver Oakes considerou que o fim do contrato com a Red Bull é já uma experiência esmagadora e um castigo severo mas justificado para o piloto, que vai agora ter uma oportunidade de mostrar, através de atos e não apenas de palavras que está verdadeiramente arrependido. «Agora vai ter de agarrar todas as oportunidades para isso. Precisa de fazer mudanças duradouras», disse, garantindo que esta será a última oportunidade concedida a Jüri Vips pelo menos por esta equipa.

«Acredito que todos merecemos uma segunda oportunidade na vida, mas nunca uma terceira. A dignidade, a reputação e a carreira do Jüri estão nas mãos dele», rematou.

Relacionados

Patrocinados