Fórmula 1: Red Bull suspeita de ter ultrapassado orçamento em 2021

30 set, 19:21
Red Bull

Equipa austríaca «debaixo de fogo», mas Horner diz não ter conhecimento de nenhuma irregularidade

É o tema quente do dia na Fórmula 1. A Sky Sports e outros órgãos de comunicação social escrevem que a Red Bull é uma das duas equipas que excedeu o orçamento na última temporada - 145 milhões de dólares (cerca de 148 milhões de euros) -, embora o anúncio oficial da FIA esteja previsto apenas para 5 de outubro.

Caso se confirme que a equipa austríaca violou o regulamento, as punições poderão ser de ordem financeira, mas também desportiva, com dedução de pontos às classificações dos pilotos e da construtora, suspensão ou até exclusão do campeonato de automobilismo.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, garantiu que não está a par de nenhuma irregularidade.

«Não temos conhecimento de nenhuma [violação]. As contas foram todas enviadas em março, tem sido um longo processo com a FIA», começou por comentar à Sky Sports, após os treinos livres no Grande Prémio de Singapura nesta sexta-feira.

«Eles estão a seguir corretamente esse processo e acho que na próxima semana é quando vão publicar os relatórios. Tenho a certeza que a nossa submissão estava abaixo do limite e cabe à FIA seguir o seu processo», acrescentou.

Horner considerou ainda que a interpretação dos regulamentos poderá ser «subjetiva».

A FIA, entretanto, já garantiu em comunicado que está a «finalziar a avaliação» e qualquer infração será «tratada» de acordo com os regulamentos.

Em 2021, Max Verstappen sagrou-se campeão mundial à frente de Lewis Hamilton, enquanto a Mercedes garantiu o título de construtores. Por esta altura, o neerlandês segue lançado para revalidar a conquista, mas Toto Wolff, da Mercedes, deixou várias críticas.

«É engraçado que Christian [Horner] tenha dito isso porque já há meses que eles estão a ser investigados. Todos nós fomos investigados e, até onde sabemos, há uma equipa que cometeu uma pequena violação, que é mais processual, e outra equipa que cometeu uma infração grande. Isto é um segredo público no paddock», disse.

«Isto pode significar que têm vantagem em 2023. Se for verdade que eles formularam um chassi leve este ano, eles podem usá-lo no próximo ano, e torna-se numa bola de neve que pode influenciar todos os três campeonatos.»

«Despedimos mais de 40 pessoas que fazem muita falta na nossa organização e foi uma operação gigantesca para estar dentro do limite. Não sei quantas dezenas de milhões tivemos de reestruturar e reprocessar para ficar abaixo do limite e, se alguém não está a fazer isso ou ultrapassou os limites, cada milhão é uma enorme desvantagem», rematou.

Relacionados

Patrocinados