Médica condenada a pagar 2.700 euros por amputar perna errada

2 dez 2021, 10:06
Coronavírus

Cirurgiã de 43 anos diz que se tratou de "erro humano". Paciente morreu antes do julgamento

Uma médica de 43 anos foi condenada a pagar uma multa de 2.700 euros, com metade do valor suspenso, por ter amputado a perna errada a um paciente de 82 anos. A operação aconteceu a 18 de maio, na Klinikum Freistadt, na Áustria.

De acordo com o jornal BVZ, a cirurgiã afirma que se tratou de um "erro humano", mas o tribunal considerou a médica culpada de negligência grave. O paciente morreu antes do julgamento.

À viúva do paciente, o tribunal atribuiu uma indemnização de cinco mil euros mais juros. 

Em tribunal, a médica disse que tudo falhou na cadeia de verificação dentro da sala de operações, mas não conseguiu explicar porque marcou a perna direita ao invés da esquerda antes da operação. 

Depois do erro na operação, a cirurgiã mudou de clínica para conseguir contestar o processo em tribunal.

Por sua vez, a direção da clínica afirmou em comunicado que “foram analisadas ao pormenor as causas e circunstâncias deste erro médico”, os procedimentos internos discutidos com a equipa e a formação disponibilizada.

Europa

Mais Europa

Patrocinados