"Ordem tem de ser cumprida imediatamente". Santos Silva exalta-se com polícia após demora na abertura das galerias do Parlamento

24 nov, 11:51

Ao que a CNN Portugal apurou junto de fonte policial, as portas das galerias já tinham sido abertas pelo menos uma vez, mas como não havia ainda público para entrar foram novamente fechadas. Foi nesse momento que Santos Silva se exaltou e exigiu que as portas se mantivessem abertas

A continuação da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2023, esta manhã, no Parlamento, ficou marcada por um momento insólito provocado pelo presidente da Assembleia da República. 

Augusto Santos Silva exaltou-se com os agentes da PSP no hemiciclo, depois destes terem aparentemente demorado a abrir as portas da galeria. No vídeo é possível ver-se a segunda figura do Estado a pedir pelo menos três vezes para que os polícias abrissem as portas ao público, dirigindo-se inclusive ao agente que estava posicionado à sua frente.

"Peço desculpa, mas tenho um agente à minha frente e dei ordem para que as portas fossem abertas ao público, essa ordem tem de ser cumprida imediatamente", afirmou, subindo o tom. 

As portas acabaram por ser abertas, mas entrou apenas um repórter de imagem.

Ao que a CNN Portugal apurou junto de fonte policial, as portas das galerias já tinham sido abertas pelo menos uma vez, mas como não havia ainda público para entrar foram novamente fechadas. Foi depois deste momento que Santos Silva se exaltou e exigiu que as portas se mantivessem abertas.

A sessão plenária, sublinhe-se, só pode ser iniciada após a entrada do público nas galerias.

A CNN Portugal contactou o gabinete do Presidente da Assembleia da República para um esclarecimento, bem como o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, aguardando, ainda, as respostas.

Governo

Mais Governo

Patrocinados