Covid-19: afinal, a que países já chegou a variante Omicron?

Beatriz Céu | Beatriz Madaleno de Assunção , Atualizada às 23:00
28 nov 2021, 10:23
Covid-19 na Austrália
Covid-19 na Austrália

Nova variante do SARS-CoV-2 fez soar os alarmes em vários países de todo o mundo, que fecharam portas a passageiros vindos da África do Sul

PUB

Na quarta-feira, a África do Sul reportou à Organização Mundial da Saúde (OMS) a identificação de uma nova variante do SARS-CoV-2, vírus que provoca a doença covid-19, e que, de acordo com aquela organização, é motivo de "preocupação" por estar associada a um aumento da transmissibilidade.

Desde então, a variante, designada Omicron, já foi detetada em vários países, da Bélgica à Austrália, e, face à preocupação manifestada pela OMS, vários países de todo o mundo já decretaram a suspensão de voos de e para a África Austral. 

PUB

África do Sul

A primeira amostra conhecida da mutação foi detetada a 9 de novembro, na África do Sul. De acordo com a OMS, esta variante, que já estava na altura em circulação entre a África do Sul e o Botswana, apresenta "um elevado número de mutações" que podem provocar uma maior infecciosidade do vírus.

As farmacêuticas Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen adiantaram já que estão em andamento estudos próprios para atestar a eficácia da vacina na nova variante.

Hong Kong

PUB
PUB
PUB

Hong Kong já registou dois casos em pessoas que estavam de quarentena num hotel. A informação foi confirmada este domingo.

A opinião dos especialistas dividem-se quanto à necessidade de um agravamento das restrições às viagens para evitar que a variante se propague na comunidade local.

Bélgica

Na sexta-feira, a Bélgica foi o primeiro país europeu a detetar um caso da variante Omicron numa jovem mulher não vacinada contra a covid-19 que desenvolveu sintomas 11 dias após viajar para o Egito através da Turquia, de acordo com informações avançadas pelo Laboratório Nacional de Referência belga.

Países Baixos

Sábado, pelo menos 61 passageiros de dois voos da África do Sul testaram positivo para a covid-19 na chegada a Amesterdão.

As autoridades de saúde locais começaram de imediato a analisar se estes casos positivos estariam ligados à nova variante. Pelo menos 13, correspondem à estirpe Omicron. As restantes análises devem ser anunciadas ainda no decorrer deste domingo ou na segunda-feira. 

As autoridades holandesas tentam ainda localizar cerca de cinco mil pessoas que chegaram em voos de África na última semana.

PUB
PUB
PUB

Alemanha

Também este sábado, o Ministério da Saúde do Estado da Baviera confirmou que dois passageiros que chegaram num voo da África do Sul a 24 de novembro testaram positivo à covid-19 e apresentaram mutações da variante Omicron. Ambos os passageiros encontram-se em isolamento.

Este domingo, o ministro regional dos Assuntos Sociais, Kai Klose, adiantou que foi detetado outro caso da variante Omicron na Alemanha, aumentando para três o número total casos de infeção com a nova estirpe no país.
 

Reino Unido

O secretário de Estado da Saúde britânico, Sajid Javid, avançou este sábado que foram detetados no país dois casos da nova variante - um em Chelmsford (sudeste da Inglaterra) e outro em Nottingham (centro de Inglaterra). Ambos estão ligados a viagens à África Austral e estão, neste momento, em isolamento. 

Entretanto, este domingo a Agência de Segurança Sanitária do Reino Unido identificou mais um caso da variante Omicron, acrescentando que se trata de um indivíduo que já não se encontra no país.

PUB
PUB
PUB

De acordo com a agência, o indivíduo esteve em Westminster, no centro de Londres, pelo que as autoridades estão a proceder a uma "rápida ação para limitar a propagação" desta estirpe no país.

Itália

Ainda este sábado, as autoridades italianas detetaram o primeiro caso no país da variante Omicrom numa pessoa que tinha recentemente regressado a Itália após uma viagem a Moçambique.

De acordo com o jornal Corriere della Serra, a pessoa em questão já está em isolamento, bem como os seus contactos próximos.

Austrália

A Austrália confirmou este domingo os seus dois primeiros casos da nova variante Omicron após análises aprofundadas ao vírus de dois passageiros provenientes da África Austral que tinham dado positivo à chegada a Sidney.

Os dois casos positivos foram enviados para um centro de quarentena, tal como 12 outros passageiros, não infetados, que procediam, também via Doha, de países da Africa Austral, enquanto a tripulação e os restantes 260 passageiros terão de permanecer em isolamento profilático.

PUB
PUB
PUB

Dinamarca

Também a Dinamarca registou, neste domingo os dois primeiros casos de infeção com a nova variante, em duas pessoas que chegaram ao país num voo proveniente da África do Sul, de acordo com a autoridade nacional de doenças infeciosas.

"Isto já era expectável, e a nossa estratégia passa, portanto, por continua a monitorizar intensivamente [o número de casos de] infeção no país", disse Henrik Ullum, diretor do Instituto Statens Serum, citado pela Reuters.
 

França diz que é muito provável que a variante já circule no país

O ministro da Saúde francês, Olivier Veran, admitiu este domingo que é provável que a nova variante já circule no país.

"Ainda não há identificações, mas é uma questão de horas", adiantou aos jornalistas numa visita a um centro de vacinação em Paris.

Israel é o primeiro país a proibir a entrada aos estrangeiros

Israel confirmou três infetados pela nova variante de Omicron este domingo. De acordo com Ministério da Saúde de Israel, trata-se do caso de uma pessoa que viajou de Malaui para Tel Aviv e, a 22 de novembro, viajou de Tel Aviv para Eilat de autocarro. Todos os passageiros que fizeram o mesmo percurso devem ficar em quarentena e ser testados.

PUB
PUB
PUB

Ainda sem se perceber qual a eficácia das vacinas covid-19 contra a Omicron, o primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett avançou através de comunicado que ia proibir a entrada de todos os estrangeiros no país devido à nova variante do coronavírus. 

"Nossas hipóteses de trabalho são de que a variante já está em quase todos os países", disse o ministro do Interior, Ayelet Shaked. 

Canadá

As autoridades de saúde registaram os dois primeiros casos de Omicron na cidade de Ontário, de acordo com informação divulgada este domingo. 

As infeções foram detetadas em duas pessoas que tinham viajado recentemente para a Nigéria.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados