ASAE apreende 140 quilos de alimentos a abre um processo-crime

Agência Lusa , PP
19 nov, 11:39
ASAE (Foto: Facebook Polícia de Segurança Pública)

Era essencialmente queijo, bacalhau e produtos cárneos, no valor estimado de 1.600 euros, por incumprimento das temperaturas recomendadas e desrespeito pelas regras de rotulagem

A ASAE anunciou este sábado a apreensão 140 quilos de géneros alimentícios, essencialmente queijo, bacalhau e produtos cárneos, no valor estimado de 1.600 euros, por incumprimento das temperaturas recomendadas e desrespeito pelas regras de rotulagem.

A apreensão resultou de uma operação de fiscalização realizada pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) nas últimas semanas em todo o país direcionada à comercialização de géneros alimentícios com Denominação de Origem Protegida (DOP) ou Indicação Geográfica Protegida (IGP), com o objetivo de verificar a sua conformidade face à legislação específica vigente para este tipo de produtos.

No âmbito da operação, foram fiscalizados 148 operadores económicos, tendo sido instaurados 15 processos de contraordenação e um processo-crime, refere a ASAE em comunicado.

Segundo a ASAE, as principais infrações detetadas foram o uso ilegal de DOP ou IGP, o uso indevido de símbolos ou expressões associadas a este tipo de produtos, irregularidades na rotulagem, em prejuízo da informação disponibilizadas aos consumidores.

Os 140 quilos de géneros alimentícios apreendidos deveram-se “ao incumprimento das temperaturas de exposição dos produtos para venda e por desrespeito pelas regras de rotulagem”, salienta.

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica refere que a proteção comunitária das DOP e IGP constituem “um passo importante para a preservação dos produtos tradicionais e genuínos de cada país, região ou local, apresentando características que dependem exclusiva ou essencialmente do meio geográfico ou dos fatores naturais e humanos de determinada região”.

País

Mais País

Patrocinados