Evangelista: «Não acredito que o Gil Vicente vá tirar o pé do acelerador»

14 ago, 15:52
Armando Evangelista no Benfica-Arouca

Técnico do Arouca destacou «resultados europeus» dos galos

O Arouca recebe o Gil Vicente nesta segunda-feira à procura de conquistar os primeiros pontos em 2022/23 no campeonato, perante um adversário que vem de um triunfo europeu, após ter goleado o Riga (4-0) na terceira eliminatória da Liga Conferência. Ainda assim, o treinador Armando Evangelista não espera que Ivo Vieira rode a equipa barcelense.

«Não acredito em ‘tirar o pé do acelerador’ numa competição ou jogo. Quando somos profissionais, todos os jogos contam e são momentos para somar. Não acredito que haja um jogador deles que vem para Arouca a pensar no jogo europeu, duvido que o Ivo [Vieira] permita isso, até numa fase destas tão prematura», disse em conferência de imprensa.

Armando Evangelista também desvalorizou o histórico de confrontos favorável aos arouquenses, que não perderam nenhum dos 10 jogos oficiais

«A história vale o que vale. Neste momento, temos em mão um Gil Vicente europeu, motivado pelos resultados europeus e porque ganhou o primeiro jogo na I Liga. Face à boa época anterior, manteve praticamente a base [do ano passado] acabando por juntar dois ou três elementos que vieram acrescentar qualidade como o Boselli, Kevin Medina e Pedro Tiba», notou.

Segundo o técnico, o Arouca mexeu «de forma mais profunda» no plantel e procura «entrosamento e passar comportamentos».

«Há um período de aprendizagem que começou na pré-época e continua nestes primeiros jogos até encontrarmos a base que nos encontre o equilíbrio entre o processo ofensivo e defensivo. Estamos num processo já adiantado. A resposta que os jogadores têm dado e a forma como se têm entregado ao trabalho, dá-nos alento para acreditar que não vai ser fácil para o Gil Vicente. Perspetivo um bom jogo, intenso, com duas equipas a procurar ganhar», observou.

Armando Evangelista não vai poder contar com Mateus Quaresma, expulso no Estádio da Luz, além dos lesionados Sema Velázquez, Nino Galovic, Pedro Moreira, David Simão e Oday Dabbagh. Contudo, revelou-se «otimista» com o plantel para esta temporada.

«O Arouca é um clube da I Liga, mas é pequeno. Quem vem habituado de outras realidades tem um choque muito grande. Tem havido boa vontade de olhar para o clube sem notar os defeitos e saber conviver com eles. Isso é importante para que consigam focar-se o mais rápido possível no trabalho. Fomos felizes com os jogadores que contratamos», realçou.

O Arouca recebe o Gil Vicente, em encontro da segunda jornada da I Liga, agendado para segunda-feira, às 18h00.

Relacionados

Patrocinados