Argentina: Obelisco vandalizado, polícia cercada e balas de borracha

21 dez 2022, 00:23
Obelisco (TN)

Populares forçaram a entrada no monumento da Avenida 9 de Julho, em Buenos Aires, e polícia teve de atuar em defesa dos bombeiros e acabaram cercados. Festa no local terminou ao início da noite

As celebrações junto ao Obelisco de Buenos Aires, o epicentro da festa do título Mundial da Argentina foram interrompidas ao início da noite desta terça-feira.

A entrada no monumento da Avenida 9 de Julho foi forçada por populares ao longo do dia. Muitos deles arriscaram mesmo subir até à parte de cima. A situação agravou-se no momento em que, relata o canal Todo Noticias, os bombeiros tentaram retirar um homem que permanecia no topo do Obelisco, mas foram recebidos com hostilidade.

Dezenas de elementos da polícia acabaram por ter de intervir e viram-se rapidamente cercados por populares que arremessaram pedras, paus, garrafas e outros objetos.

As imagens que pode ver em baixo são elucidativas do cenário à volta do Obelisco. É possível ainda escutar os sons de tiros de balas de borracha disparados pela polícia, que conseguiu evacuar a zona.

Segundo a Todo Noticias, por volta das 21h00 locais (meia-noite em Portugal continental) 13 pessoas tinham sido detidas por vandalizarem o espaço público, sendo que duas delas encontravam-se no interior do Obelisco, que já no domingo tinha sido vandalizado na base e nesta terça-feira ficou ainda em pior estado.

Ao longo do dia houve também registo de feridos durante as celebrações do terceiro título de campeã do Mundo da Argentina.

Relacionados

Patrocinados