Os conselhos da PSP para proteger os seus filhos de desafios virais como os que deixaram Archie Battersbee em morte cerebral

3 ago, 13:25
Supremo rejeita recurso dos pais de Archie e máquinas vão ser desligadas. "Não deviam ser outras pessoas a decidir. É errado", lamenta mãe

Foi a mãe de Archie, uma criança britânica de 12 anos, que o encontrou inconsciente com uma "ligadura" envolta no pescoço. Hollie Dance acredita que este foi o resultado de um desafio viral da rede social Tik Tok, conhecido como "Blackout Challenge", que consiste em apertar o pescoço até se perder a consciência por falta de oxigénio

A PSP diz à CNN Portugal que "até ao momento não tem registo de casos ou conhecimento de qualquer situação suspeita passível de ser enquadrada neste desafio viral", mas alerta para a "necessidade uma forte supervisão relativamente ao acesso dos mais jovens à Internet".

"Os pais, tutores e ou adultos que tenham crianças ou jovens à sua responsabilidade devem estar atentos aos conteúdos por estes consultados e partilhados, mantendo observação direta sobre o dispositivo que está a ser utilizado e/ou através da consulta do histórico", refere.

A polícia aconselha os pais a "procurar obter informação relativamente às características destes 'desafios', assim como às diferentes formas de difusão, por forma a saber identificar os mesmos", e abordar a temática com as crianças e jovens "numa perspetiva educativa, construtiva e encaminhadora, elucidando-os acerca dos perigos que se encontram associados às mesmas e à utilização da internet em geral".

Os pais devem estar particularmente "atentos a alterações de comportamento das crianças/jovens, sobretudo a disposições anómalas de cariz depressivo ou apáticas/alheadas da realidade", acrescenta.

A segurança na internet é das temáticas "mais abordadas pela PSP", desde logo no âmbito do Programa Escola Segura, indica, apontando que, neste contexto, a polícia procura realizar "ações de sensibilização grupais com recurso a apresentações alusivas ao tema em sala de aula" e estabelecer "contactos individuais com toda a comunidade educativa, incluindo os pais dos alunos".

"Nestas ações são abordados os riscos inerentes à utilização da Internet, em geral, e das redes sociais, em particular, pelas crianças e jovens, dando-se especial ênfase aos “desafios”. Dessa forma procura-se criar uma comunidade mais informada acerca desta temática que possa, por sua vez, estar mais atenta e capacitada para conseguir reconhecer potenciais situações de risco, auto proteger-se e, se necessário, procurar apoio e comunicá-las à PSP", pode ler-se na resposta escrita enviada à CNN Portugal.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados