FPF quer entidade externa a gerir a arbitragem em Portugal

6 jun 2023, 14:45
Boavista-Estoril

Organismo diz que vai convidar de imediato a Liga e a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol para «integrar um grupo de trabalho»

A Federação Portuguesa de Futebol revelou esta terça-feira que pretende que a arbitragem profissional em Portugal seja gerida por uma organização externa.

Em comunicado, a FPF começa por frisar que entende que o «Conselho de Arbitragem e a arbitragem gozam da liberdade e da independência necessárias para o normal funcionamento, nomeadamente no que concerne às competições profissionais».

No entanto, o organismo liderado por Fernando Gomes lembra que «está sempre disponível para novas soluções e ideias» e, nesse sentido, propõe «um modelo de organização da arbitragem nas competições profissionais que contemple uma entidade externa, a exemplo do que já sucede em outros países».

Defende a FPF que este novo modelo «permitirá utilizar ferramentas e mecanismos legais que garantam a constituição e desenvolvimento do quadro de árbitros mais adequado».

«Face ao atual enquadramento legal, a FPF entende que será necessário estudar a alteração das principais normas que regulam a gestão da função de arbitragem», lê-se na nota.

A terminar, a Federação Portuguesa de Futebol diz que vai convidar «de imediato» a Liga e a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol para «integrar um grupo de trabalho que será liderado pelo presidente do Conselho de Arbitragem e que contará com o suporte da Direção Jurídica da FPF».

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados