Apple revela o iOS 16, com novo ecrã do iPhone, alterações ao iMessage, saúde, Carplay e não só

CNN , Samantha Murphy Kelly
7 jun, 07:40
Novidades anunciadas pela Apple

Dona do iPhone anuncia uma série de novidades. Eis quais.

A Apple deu início à sua conferência anual de programação revelando a próxima geração do seu software móvel, o iOS 16, que traz novas funcionalidades que permitirão aos utilizadores personalizar os ecrãs bloqueados do seu iPhone, alterar a forma como enviam mensagens de texto aos amigos através do iMessage e aprofundar a forma como os seus smartphones interagem com automóveis.

Estas e outras atualizações, que foram reveladas na sua Conferência Mundial de Programadores na segunda-feira, mostram como a Apple continua a avançar para garantir que os seus dispositivos - em particular o iPhone - permaneçam centrais na nossa vida diária e nos muitos produtos com os quais interagimos. Mas embora estas atualizações sejam provavelmente atrativas para muitos utilizadores de dispositivos Apple, o evento também foi marcado pelo que não foi anunciado: um novo produto.

Nos últimos dias, alguns observadores da indústria esperavam que a Apple pudesse oferecer um primeiro olhar sobre uma plataforma que se pensava ser chamada RealityOS. O sistema, de acordo com rumores, poderia alimentar um auricular de realidade mista - um dispositivo que se diz ser capaz tanto de VR (realidade virtual) como de AR (realidade aumentada) – em que a Apple tem sido alvo de rumores de que está a trabalhar há anos.

Em vez disso, o foco esteve numa série de atualizações funcionais, se não mesmo sexy, de produtos: mais funcionalidades multitarefas no software Mac, introdução da aplicação de Meteorologia da Apple no iPad e a revelação do chip M2 da próxima geração da empresa.

"Embora alguns possam ficar desapontados com a falta de novo hardware radical em áreas como a AR, o investimento da Apple desempenhará um papel determinante em futuras categorias de produtos, tais como um dispositivo usado na cabeça, onde a potência e o desempenho devem ser finamente equilibrados", disse Ben Wood, analista chefe da empresa de estudos de mercado CCS Insight.

Aqui fica um olhar mais atento a algumas das atualizações que chegam aos produtos mais importantes da Apple. Espera-se que as atualizações estejam disponíveis para os utilizadores no Outono.

Relançando o iMessage, o ecrã de bloqueio e notificações

A Apple está a dar nova vida a algumas ferramentas iOS que não são atualizadas há anos.

Talvez as mudanças mais rápidas estejam a chegar ao iMessage, incluindo a capacidade de editar ou de não enviar mensagens e de marcar mensagens como não lidas. A empresa disse que estas opções estão entre as características mais solicitadas pelos utilizadores.

O novo ecrã de bloqueio do iOS 16

Os utilizadores de iPhone poderão adicionar widgets no ecrã de bloqueio para obter informações num relance, tais como os próximos eventos do calendário e o tempo, e acompanhar atividades “ao vivo”, incluindo o progresso de um passeio de Uber ou as atualizações de um jogo desportivo. E o software oferecerá papéis de parede mais personalizados para o ecrã de bloqueio e a capacidade de baralhar opções ao longo do dia.

Opções de CarPlay expandidas

As atualizações da Apple estenderam-se ao seu ecossistema mais vasto de produtos e serviços, desde pagamentos e palavras-passe a automóveis.

A versão mais recente do CarPlay será embalada com widgets personalizados controlados pelo iPhone e capazes de percorrer todos os ecrãs de um carro, desde o ecrã central até ao painel de instrumentos atrás do volante. Tal como com outras atualizações da Apple anunciadas na segunda-feira, haverá também mais suporte para widgets e mais opções de personalização, incluindo vários designs.

Novas características de pagamento e saúde

A Apple disse que os utilizadores do iOS nos EUA poderão distribuir os pagamentos ao longo de oito semanas no Apple Pay, o que é semelhante a um serviço "compre agora, pague mais tarde", recorrendo a um método de pagamento crescente para os consumidores.

A empresa continua também a apostar nas características de saúde. O Apple Watch suportará em breve novas funcionalidades de treino personalizadas, incluindo zonas de ritmo cardíaco e dados sobre a passada de um corredor. Além disso, o rastreio melhorado do sono irá monitorizar quando um utilizador entra e sai do sono leve e do sono profundo. Uma nova aplicação de medicamentos permitirá aos utilizadores rastrear, gerir e compreender os medicamentos que as pessoas tomam e notifica os utilizadores quando devem tomá-los.

A Apple também revelou uma ferramenta chamada Passkeys, que se destina a substituir as palavras-passe utilizando Touch ID ou Face ID para autenticar através de aplicações e dispositivos.

Novos MacBooks e o chip M2

Enquanto o evento se centrou no software, a Apple fez alguns anúncios de hardware.

A Apple apresentou um MacBook Air mais fino, mais leve e mais rápido, concebido em torno do seu novo processador interno M2. O MacBook Air de 13,6 polegadas é 25% mais brilhante do que antes, suporta carregamento MagSafe e apresenta uma câmara frontal melhorada com o dobro da resolução do modelo anterior. Com um CPU de 8 núcleos, a Apple disse que o chip M2 promete um desempenho 18% maior do que o seu chip M1.

Novo MacBook Air

O processador também vem com uma GPU de 10 núcleos -- o dobro da M1 -- juntamente com um desempenho gráfico 25% melhor. O M2 vem também com um novo MacBook Pro de 13 polegadas.

A Apple também levantou o véu sobre o seu mais recente software Mac, chamado OS Ventura, que oferece um punhado de funcionalidades multitarefa, tais como a capacidade de partilhar separadores Safari com amigos e familiares, passar chamadas FaceTime para outros dispositivos e usar um iPhone como webcam, usando um novo produto chamado Continuity Camera.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Tecnologia

Mais Tecnologia

Patrocinados