Saiba tudo sobre o Euro aqui

APCVD pune adepto após insultos racistas a futebolista de 12 anos

27 mar 2023, 18:55
Tarouca-Ol. Frades (FOTO: SC Tarouca)

Homem de 54 anos fica «impedido de aceder a recintos desportivos» depois de atitude no SC Tarouca-Oliveira de Frades, que o levou a ser identificado pela GNR

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD) interditou um adepto por insultos a um futebolista menor este domingo.

O incidente ocorreu no encontro entre o Sport Clube Tarouca e o Grupo Desportivo de Oliveira de Frades, no Estádio Municipal de Tarouca, a contar para a 11.ª jornada da Taça Ouro sub-14 da Associação de Futebol de Viseu.

Um homem de 54 anos foi identificado pela GNR por insultos racistas a uma criança futebolista de 12 anos.

«Na sequência da medida cautelar, o adepto ficará impedido de aceder a recintos desportivos até final do processo de contraordenação. De acordo com o atual regime jurídico, em caso de condenação, o infrator poderá estar sujeito a coima entre os 1.000 e os 10.000 euros e sanção acessória de interdição de acesso a recintos desportivos até dois anos», informou a APCVD.

Em caso de incumprimento da medida de interdição decretada, o adepto «incorre no crime de desobediência e poderá ser detido pelas autoridades policiais».

Processo instaurado após o Lixa-Vila FC

Também esta segunda-feira, a APCVD instaurou um processo devido a atos racistas que terão ocorrido no jogo da AF Porto que envolveu o FC da Lixa e o Vila Futebol Clube. 

O Vila Futebol Clube justificou a sua atitude com um insulto a um dos seus futebolistas, que terá acontecido após a conversão do penálti que deu o 1-0 para o anfitrião Lixa, a cerca de cinco minutos do fim. Ao Maisfutebol, a presidente do Lixa alegou que a situação se trata apenas de uma «cabala».

Os lixenses, entretanto, divulgaram um vídeo nas redes sociais para refutar as acusações de que foram alvos.

Relacionados

Patrocinados