Em atualização

Rui Rocha vs Paulo Raimundo - AO MINUTO

2024-02-14
Pulsómetro - saiba mais
2024-02-14
23:30

Paulo Raimundo vs Rui Rocha - veja o debate na íntegra

Mais Estado, menos Estado. Regresso das parcerias público-privadas (PPPs) e precariedade dos salários foram os temas que marcaram o debate entre Paulo Raimundo (CDU) e Rui Rocha (Iniciativa Liberal), transmitido pela RTP3.

2024-02-14
22:40

Terminou o frente a frente entre Paulo Raimundo e Rui Rocha. Em breve, estará disponível aqui o debate na íntegra.

2024-02-14
22:35

Rui Rocha diz estar "preparado para governar", mas "os cargos não são o mais importante"

Questionados sobre o cenário pós-eleitoral, Rui Rocha diz estar "preparado para governar". "Estamos preparados para transformar o país. Os cargos não são o mais importante", diz, admitindo que a sua liderança também vai a votos nestas eleições.

Já Paulo Raimundo considera que estas eleições não servem para "avaliar as lideranças". "O que vai ser avaliado são os salários", contrapõe.

2024-02-14
22:33

Rui Rocha defende "regresso imediato" das PPPs

Rui Rocha defende o "regresso imediato" das parcerias público-privadas (PPPs), desde logo no Hospital de Braga. "As pessoas que hoje em dia que pagam para ter ADSE estão erradas? O que queremos é que os portugueses tenham a mesma coisa não tendo de pagar mais por isso", diz.

2024-02-14
22:27

Rui Rocha diz que "cegueira ideológica" do PCP piorou serviço do SNS

Rui Rocha critica o fim das parcerias público-privadas por "cegueira ideológica" do PCP que tiveram como consequência um "pior" serviço prestado aos utentes.

Paulo Raimundo diz que "o grande problema" no SNS é a falta de profissionais de saúde. "A solução é criar as condições para fixar os médicos e outros profissionais e criar condições que chamem outros médicos", diz.

"Propomos uma majoração salarial de 50% para os médicos que decidirem exclusividade no SNS", acrescenta.

2024-02-14
22:22

IL defende privatização da RTP e a Caixa Geral dos Depósitos

Questionado sobre que empresas nacionais queria ver privatizadas, Rui Rocha responde que avançaria com a privatização da RTP e da Caixa Geral de Depósitos.

2024-02-14
22:16

Paulo Raimundo concorda com Rui Rocha na redução das "taxas e taxinhas"

Paulo Raimundo concorda com Rui Rocha no que diz respeito às redução das "taxas e taxinhas".

"O caminho é travar as privatizações", defende o representante da CDU.

"O que tem havido mais é nacionalizações, Paulo Raimundo", interrompe Rui Rocha. "Quando custa nacionalizar a EDP, a Galp, os CTT?", questiona.

"O país precisa de ter instrumentos económicos na mão", responde, admitindo que há maus exemplos de gestão pública no país, apontando como exemplo a administração da TAP.

2024-02-14
22:15

Rui Rocha lamenta que Portugal esteja a ser "ultrapassado por países saídos da União Soviética" a nível económico

Rui Rocha enumera várias medidas da Iniciativa Liberal tendo em vista o crescimento económico do país, que, diz, tem sido "ultrapassado por vários países, nomeadamente saídos da união soviética".

Entre elas, baixar o IRS às famílias, aumentar as isenções para atividades de profissionais liberais e trabalhadores independentes, bem como acelerar os licenciamentos da atividade económica e eliminar ou reduzir "taxas e taxinhas" como as tributações autónomas.

2024-02-14
22:10

"Não há nenhuma relação entre a produtividade e os salários. Antes houvesse", diz Paulo Raimundo

Paulo Raimundo diz que "não há nenhuma relação entre a produtividade e os salários". "Antes houvesse", diz, pois, nesse caso, "os salários seriam muito maiores".

2024-02-14
22:06

Paulo Raimundo admite que "há perceção de falta de confiança na justiça"

Paulo Raimundo admite que "há perceção de falta de confiança na justiça", defendendo que este é um problema que deve ser resolvido, desde logo diminuindo a morosidade dos processos judiciais.

"Precisamos que a justiça responda o mais rápido possível", argumenta, defendendo "mais funcionários e mais meios" na justiça.

Rui Rocha defende que os meios devem ser concedidos através da produtividade, desde logo com uma remuneração "competitiva", mediante os resultados obtidos.

2024-02-14
22:03

"Temos tido evidência que a justiça está a funcionar", diz Rui Rocha

Questionados sobre a libertação dos três arguidos na sequência das buscas por suspeitas de corrupção na Madeira, Rui Rocha começa por dizer que "não é aceitável que alguém fique 21 dias detido", como estiveram os arguidos.

Todavia, diz, "temos tido evidência que a justiça está a funcionar", defendendo ainda assim a simplificação dos processos judiciais, começando desde logo por desburocratizar a justiça.

O líder da IL rejeita "a intromissão do poder político na justiça".

2024-02-14
22:00

Começou o debate entre Rui Rocha, da Iniciativa Liberal, e Paulo Raimundo, da CDU, transmitido pela RTP3.

2024-02-14
21:53

Quis ser bombeiro e Benfica é a sua palavra preferida: 120 segundos para conhecer Paulo Raimundo

A TVI/CNN Portugal traz-lhe 120 segundos de factos e curiosidades sobre os candidatos de todos os partidos. Às vezes é quanto basta para os ficarmos a conhecer melhor. Desta vez é Paulo Raimundo, do PCP

2024-02-14
21:52

Paulo Raimundo considera "irrepetível" a geringonça de 2015 mas não fecha a porta a novo acordo com o PS (também não a abre muito)

UM CAFÉ COM...

Naquelas que são as suas primeiras eleições legislativas enquanto secretário-geral do PCP, cargo que ocupa desde 5 de novembro de 2022, Paulo Raimundo defende que o Partido Socialista apenas é um “partido confiável” quando não tem maioria absoluta na Assembleia da República.

“O PS é um partido confiável a partir do momento em que não tenha na sua mão a força toda para impor o seu projeto porque, se tiver a força toda, estes últimos dois anos revelam ao que vem”, diz, dando como exemplo uma das bandeiras da campanha de Pedro Nuno Santos, o fim das portagens em algumas autoestradas. “Por que razão agora e não nos últimos anos em que houve maioria absoluta?”

Sobre a quebra da aliança com o PS em 2021, Paulo Raimundo coloca as culpas no partido liderado então por António Costa. “Há duas formas de olhar para esses acontecimentos em 2021 - ou o PCP fez cair o governo ou o PS forçou a que o PCP fosse obrigado a não acompanhá-lo no orçamento, dizendo-se “inclinado” para a segunda.

Quando questionado sobre se o PCP, voltando atrás no tempo, deixaria cair a ‘geringonça’ mesmo sabendo que isso iria custar a perda de deputados na Assembleia da República, Paulo Raimundo dá a entender que sim. “Não peçam ao PCP para pôr uma assinatura num documento que já sabíamos à partida que não ia responder aos problemas”, diz, sem responder diretamente à questão.

Questionado sobre se admite ou não novo entendimento com o PS em 2024, não responde nem "sim" nem "não" - diz que não pode responder dessa maneira porque há condições que vão além de um "sim" ou de um "não", condições mais complexas que a simplicidade de uma resposta com uma palavra só. Mas não fecha a porta a nada.

E sobre o facto de o PS ter conseguido uma maioria absoluta após o fim da ‘geringonça’, o secretário-geral comunista diz que “o PS conseguiu impor uma narrativa” colada àquelas que diz terem sido propostas comunistas, reconhecendo que “se calhar é um bocadinho demasiado dizê-lo desta forma”. E deu um exemplo concreto para se fazer entender: “Nos últimos discursos de António Costa enquanto dirigente do Partido Socialista, há uma intervenção curiosa em que medidas que identifica como positiva foram aquelas que o PCP propôs - o passe, os manuais escolares...”.

A chegada de Pedro Nuno Santos à liderança do Partido Socialista não muda em nada a forma como Paulo Raimundo olha para o partido do Largo do Rato. “O PS é o PS”, diz. “No fim do dia, o PS é o PS”, volta a dizer, desvalorizando o facto de Pedro Nuno Santos ser visto dentro e fora do partido como mais chegado à ala esquerda socialista.

Em conversa com Anselmo Crespo, Paulo Raimundo refere ainda que “para nós é muito claro” que um voto no PS não é o mesmo que um voto na Aliança Democrática (AD) e destaca que “esse partido” - referindo-se ao Chega - “tem tanto tempo de antena, tanto tempo de antena, que farei o máximo possível para não lhe dar mais tempo de antena”.

Sem mencionar o nome do partido de André Ventura, Paulo Raimundo considera que “as pessoas insatisfeitas, indignadas, têm três opções” nestas eleições legislativas: “ou não vão votar” ou “transferem os votos para partidos mais verbais, menos verbais” ou “transferem o voto para aquele partido de protesto que também é de soluções e que é o PCP”.

2024-02-14
21:51

Um café com…: assumido "radical por denunciar o que está mal", Rui Rocha diz que o país "precisa de um primeiro-ministro liberal"

Mudou de imagem: tirou os óculos, fez a barba, mas Rui Rocha garante que a mensagem se mantém. O presidente da Iniciativa Liberal diz que já andava muitas vezes sem óculos, e até assegura que vê bem na mesma.

No arranque da rubrica “Café com…”, da CNN Portugal, o líder dos liberais afirmou que a Iniciativa Liberal “é o partido com princípios mais democráticos”.

Uma conversa de quase meia hora conduzida por Anselmo Crespo, e no qual foi abordado o papel do partido no dia após as eleições, mas também as expetativas para o resultado de 10 de março.

2024-02-14
21:50

Admira Obama e dava "um bilhete de ida para Bruxelas a João Cotrim Figueiredo": 120 segundos para conhecer Rui Rocha

A TVI/CNN Portugal traz-lhe 120 segundos de factos e curiosidades sobre os candidatos de todos os partidos. Às vezes é quanto basta para os ficarmos a conhecer melhor. Desta vez é Rui Rocha, presidente da Iniciativa Liberal

2024-02-07
01:34

Em polos opostos, Rui Rocha e Paulo Raimundo discordaram em todos os temas

O debate entre os candidatos da Iniciativa Liberal e da CDU confirmou o previsível confronto ideológico, com Paulo Raimundo e Rui Rocha a discordarem de todos os temas em cima da mesa, da saúde à justiça
Leia mais aqui