Em atualização

Terminou o debate: Costa admite chamar o PAN ou negociar à Guterres se vencer com minoria , Rio revolta-se com a TAP ("inaceitável, revoltante, gravíssimo")

Rio disse que será "um perigo para o país" um cenário em que Pedro Nuno Santos se torne primeiro-ministro mas Costa afirmou "que não vira as costas ao país" se vencer com minoria e que ficará a governar - nesse cenário, deixou claro que não é possível repetir a geringonça, abriu a porta ao PAN e admitiu fazer como Guterres, negociando "diploma a diploma". Quase no fim do debate, Rio exaltou-se quando abordou o tema da TAP - foi o único momento em que foi violento com a governação do PS
2022-01-13

RESUMO

GOVERNABILIDADE
Rio diz que será "um perigo para o país" um cenário em que Costa sai por não ter maioria  absoluta e entra Pedro Nuno Santos para primeiro-ministro. Na resposta, Costa diz que "não vira as costas ao país" e que fica mesmo que só tenha maioria relativa. Nesse caso fará como Guterres - negociação "diploma a diploma". Não será é possível, diz, repetir a geringonça. E abre a porta ao PAN, que "não contribuiu para esta crise política"

VENCIMENTOS
Aumento do salário mínimo e do salário médiO marcou uma parte importante dos primeiros 40 minutos do debate. António Costa afirmou que, "com o aumento de 40% do salário mínimo e o aumento de 20% do salário médio, a verdade é que as empresas aumentaram o crescimento". Sobre este tema do salário mínimo, ao qual o PSD dedica pouco espaço no seu programa eleitoral, Rui Rio defendeu que não se pode nivelar os salários por baixo que não determina o salário mínimo "por decreto"

SAÚDE
Rui Rio defende um "médico assistente" para quem não tem médico de família. E sobre o debate sobre se o PSD quer que a classe média acabe por pagar serviços públicos de saúde, Costa diz assim: "O que está a dizer é que quem tem condições, a classe média, deixa de beneficiar de um serviço tendencialmente gratuito e passa a pagar"

JUSTIÇA
Rio diz que "a capacidade da Justiça é fraquíssima", Costa considera "perigoso" o programa do PSD para a Justiça

TAP
Costa diz que há interessados em 50% da TAP, Rio considera "inaceitável, revoltante, gravíssimo" o dinheiro que a empresa recebe

2022-01-13
22:38

Medina sobre Rio: "Parecia que estava a ouvir o debate de Durão Barroso há quase 20 anos"

A análise do comentador da TVI/CNN Fernando Medina ao debate entre António Costa e Rui Rio, considerando que o primeiro-ministro teve um desempenho "muito sólido".

2022-01-13
22:35

Ferreira Leite: "Rui Rio é muito convincente na forma como fala"

A reação da comentadora da TVI/CNN Manuela Ferreira Leite à participação de Rui Rio no debate com António Costa.

2022-01-13
22:27

Os dois candidatos já deixaram o Capitólio

2022-01-13
22:20

Rui Rio explica porque disse que Pedro Nuno Santos é sinónimo de geringonça

Questionado sobre o ministro Pedro Nuno Santos, apontando como sucessor provável de António Costa à frente do Partido Socialista, Rui Rio defende que num cenário em que o PS perde as eleições e António Costa sai, poderá ser aberto o caminho para a reedição da geringonça.

"É alguém que é bastante à esquerda e a minha intuição é a de que a probabilidade de Haver uma geringonça e governar quem não ganhou as eleições volta a colocar-se e, coima da mesa porque o entendimento de Pedro Nuno Santos com o Bloco de Esquerda é mais fácil que o de António Costa. A minha obrigação é colocar este cenário em cima da mesa, mesmo ganhando o PSD."

2022-01-13
22:18

Rio: "Estou disponível para a governabilidade do país"

Sobre a abertura do PSD para negociar com o PS qualquer que seja o desfecho das eleições, Rui Rio defende que a sua posição é clara ao contrário da de António Costa.

"Eu digo que se ganhar as eleições preferencialmente procurarei um entendimento com o CDS e com a IL, mas para isso é preciso que os três juntos tenhamos 116 deputados. Se não tivermos, eu entendo que o PS, como derrotado, deve estar disponível para contribuir para a governabilidade negociando com o PSD. E assumo o contrário: se não ganhar as eleições, estou disponível para negociar a governabilidade do país, para não termos eleições de seis em seis meses. António Costa não diz isto desta forma clara, atira-se para uma instabilidade enorme, no caso de ganhar as eleições, porque não vejo como ele ou eu possamos ganhar com maioria absoluta."

2022-01-13
22:14

Rui Rio à saída do debate: "António Costa veio agitar dois papões"

À saída do debate, Rui Rio disse que António Costa, mais do que apresentar propostas "veio agitar dois papões".

"Um papão é que vou por a classe média a pagar o Serviço Nacional de Saúde. Não está escrito em lado nenhum, nunca o disse, o PSD é por natureza um grande defensor da classe média, é isso que caracteriza o PSD. O outro papão, que é também uma coisa surrealista, é dizer que o PSD que por os políticos a controlar a Justiça. É aproveitar algum desconhecimento que as pessoas possam ter. Não tem cabimento nenhum."

2022-01-13
22:10

"Marcelo uma pessoa de quem os portugueses gostam, respeitam"

António Costa voltou a nomear, mais uma vez, o Presidente da República para exemplificar a relação estável entre o Governo socialista e Marcelo Rebelo de Sousa sendo, por isso, uma garantia em caso de maioria absoluta.

2022-01-13
22:08

António Costa fala em retomar a governação "depois deste intervalo"