Mendonça Mendes é o novo secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro após saída de Miguel Alves

29 nov 2022, 17:15
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, em conferência de imprensa (António Cotrim/Lusa)

O até então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais substitui o ex-autarca de Caminha, depois da demissão relacionada com uma investigação judicial. Foram ainda anunciados mais quatro secretários de Estado

O Presidente da República já aceitou as propostas do primeiro-ministro para os três novos secretários de Estado, que vêm substituir os governantes demitidos esta terça-feira, bem como Miguel Alves, antigo braço direito do primeiro-ministro.

António Mendonça Mendes, Pedro Cilínio e Nuno Fazenda serão os novos titulares das pastas que tinham ficado vazias no Governo, sendo que o primeiro transita da pasta de secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Assim, António Mendonça Mendes sucede a Miguel Alves como secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, depois da demissão relacionada com a polémica que levou a uma acusação ao antigo presidente da Câmara Municipal de Caminha.

Já Pedro Cilínio e Nuno Fazenda vão ocupar os cargos de secretário de Estado da Economia e secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, depois das demissões anunciadas esta terça-feira, depois de alegadas divergências com o ministro que tutela a pasta, António Costa Silva.

Mais tarde o Presidente da República aceitou também as nomeações de Nuno Félix para secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, substituindo assim António Mendonça Mendes, enquanto João Mendes e Alexandra Reis vão ocupar as pastas de secretários de Estado das Finanças e do Tesouro, respetivamente.

João Mendes transita assim da pasta de secretário de Estado do Tesouro, substituindo Miguel Cruz.

A posse dos novos titulares terá lugar na próxima sexta-feira, 2 de dezembro, pelas 12:00, no Palácio de Belém, lê-se na nota da Presidência da República.

 

Relacionados

Governo

Mais Governo

Mais Lidas

Patrocinados