Guterres condena ataques: "A vontade do povo brasileiro e as instituições do país devem ser respeitados"

Agência Lusa , RL
9 jan, 00:06

Secretário-geral das Nações Unidas manifestou confiança de que a vontade do povo vai ser respeitada porque "o Brasil é um grande país democrático"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou este domingo a invasão de apoiantes de Jair Bolsonaro às sedes do poder brasileiro, defendendo que o povo e as instituições democráticas do Brasil "devem ser respeitados".

"Condeno o ataque de hoje às instituições democráticas do Brasil. A vontade do povo brasileiro e as instituições do país devem ser respeitados", escreveu Guterres, na rede social Twitter.

O secretário-geral da ONU manifestou confiança de que a vontade do povo vai ser respeitada porque "o Brasil é um grande país democrático".

O Presidente brasileiro, Lula da Silva, decretou a intervenção federal em Brasília depois de centenas de apoiantes do ex-presidente Jair Bolsonaro terem invadido e vandalizado o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF), sedes dos poderes legislativo, executivo e judicial.

Os manifestantes, que furaram as barreiras de proteção da polícia, pedem uma intervenção militar para derrubar o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma semana após a sua tomada de posse.

A Polícia Militar conseguiu, entretanto, recuperar o controlo da sede do STF e o chefe de Estado brasileiro prometeu que todos os responsáveis pelas invasões serão punidos.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados