opinião
Colunista e comentador

Quer saber tudo sobre a atualidade do Benfica? É ler este texto, de A a Z. E perceber o dossiê-Enzo

6 jan, 15:42

Rui Santos entrou na ‘caixa forte’ do futebol do Benfica e revela-lhe alguns dos segredos e clarifica alguns dos rumores

O Benfica tem hoje, frente ao Portimonense, um daqueles jogos que podem marcar uma época.

Não vai poder contar com Rafa, por castigo.

Não quer contar com Enzo, por outro tipo de castigo, uma vez que foi considerado internamente que a melhor forma de punir e ao mesmo tempo proteger o jovem jogador argentino era não o colocar em campo na partida deste final de tarde com os algarvios.

Não deve contar com Neres no ‘onze’ inicial e o melhor que pode acontecer nos últimos testes é chegar-se à conclusão de que o brasileiro está em condições de poder ir para o banco de suplentes.

De uma assentada três titulares, e logo daqueles que são dos mais influentes, um no meio-campo e dois no ataque, os principais desequilibradores.

É um jogo perigoso, este frente ao Portimonense, porque o Benfica vem de uma derrota em Braga e de uma eliminação da Taça da Liga e a exibição na Pedreira revelou uma equipa completamente desconectada e longe das dinâmicas que a projectaram para a liderança do campeonato e para uma excelente campanha na Champions.

O Benfica supera o desafio e inicia o processo de ‘recuperação’ de Enzo Fernández, integrando-o de forma a poder jogar com o Varzim nos ‘oitavos’ da Taça de Portugal e logo a seguir na recepção ao Sporting ou, se não o fizer, vai gerar-se uma onda de instabilidade, a partir da qual tudo vai ser colocado em causa.

O jogo deste começo de noite com o Portimonense é, portanto, muito mais importante do que inicialmente se poderia fazer crer. São mais do que 3 pontos em jogo. Repito: pode marcar uma época.

Em relação ao “processo Enzo” e já agora em relação à actualidade do Benfica, fica aqui o resumo das informações que temos vindo a publicar ou veicular, aduzindo outras em primeira mão, de A a Z:

ANTÓNIO SILVA - Já chegaram propostas de compra à Luz mas nenhuma realmente sedutora ou que deixe os responsáveis encarnados com água na boca.

BROOKS - Inicialmente ponderado para dispensar em Janeiro, goza neste momento de uma mudança brusca na mudança do vento. Tudo indica que vai ficar pelo menos até final da época. O excesso de ‘centrais’ vai ser resolvido de outra maneira (ler mais à frente).

COSTA, Rui não está minimamente perturbado com o facto de, até á data, não ter surgido uma proposta formal e escrita pela compra de Enzo Fernandez pelo valor mínimo da cláusula de rescisão. Entende, até, que assim é a melhor forma de preservar a sua preferência pelo lado desportivo.

DRAXLER causa espanto nos treinos, é um jogador diferenciado — toda a gente o reconhece na Luz — mas sempre que chega à competição e lhe é dada uma oportunidade na equipa do Benfica parece que esmorece. Trata bem a bola (como quase ninguém no plantel) mas depois parece ser acometido por uma espécie de anemia competitiva que ninguém entende. Não é para “devolver” em janeiro e hoje, frente ao Portimonense, está previsto ter oportunidade como titular, explorando as ausências de Rafa, Enzo e, provavelmente, Neres.

ENZO FERNÁNDEZ, quando foi festejar a passagem de ano à Argentina e viajou na companhia do seu empresário, estava convencido que não ia regressar mais ao Benfica. Tinha informação de que o Chelsea batia a cláusula de rescisão e tinha ainda acordada a sua base de acordo com o clube inglês. Internamente, o Benfica também tinha a informação, resultante de uma reunião havida em Lisboa, mas terá dito a Enzo que, havendo ou não transferência, a sua presença em Portugal seria sempre indispensável. O jogador terá decidido viajar para a Argentina e aqui começou um novo capítulo da estória. Com o Chelsea a querer baixar o valor e o Benfica a não querer negociar abaixo da cláusula de rescisão. Aliás, o valor nas primeiras conversações estava nos 127M€ e na Luz havia a convicção de que era possível chegar aos 130M€, considerando acertos de intermediações. Para já, nem 130, nem 127, nem 120M€. E assim volta tudo (para já) à  “escala zero”.

FREDRIK AURSNES está extremamente bem cotado no plantel do Benfica. Foi sempre visto como a solução no imediato para minorar o efeito da hipotética venda de Enzo Fernández pelo valor mínimo da cláusula de rescisão. Neste cenário, ‘Fred’ ganharia ainda mais estatuto mas o Benfica iria tentar compensar desportivamente a saída com um jogador com (mais) estatuto.

GRIMALDO não está fácil. Querer um prémio de renovação acima dos 10M€ não torna fácil a resolução do tema. Vai ser até ao fim, mas as coisas não estão fáceis.

HORA Enzo á a que marca o relógio do futebol, em Portugal e não só. Tudo leva a crer que Enzo vai participar no processo de recuperação pelo Benfica, no sentido de retomar a sua influência nas dinâmicas da equipa ‘encarnada’. E, para além da gestão psicológica, como será feita a gestão física? Está prevista uma paragem (ou pelo menos uma gestão mais específica), a certa altura da época, considerando o calendário.

IMPASSE está a ser atribuído como a causa que inviabilizou o negócio com o Chelsea. Impasse esse atribuído pelas ‘intermediações’ a Rui Costa. Fala-se em “quatro dias fatais”. Não é tempo de o Benfica usar a sua força para não se deixar condicionar pelos empresários?…

JORGE MENDES era imprescindível na ‘operação Enzo’? Na Luz, entende-se que sim, mas não tenho essa visão. Os clubes, se quiserem, podem acabar com essa influência e com a tendência de se jogar nos dois tabuleiros, para se ganhar a maior comissão possível. À saída da ruptura com Cristiano Ronaldo, Jorge Mendes tem todo o interesse de se manter e mostrar vivo. Não terá perdido a ‘carteira’ United e quer sinalizar de que não precisa de Cristiano Ronaldo para nada para continuar a ter um papel decisivo nos negócios do futebol, à escala mundial. Um tema interessante para seguir nos próximos tempos.

KO? O Benfica corre o risco de entrar numa fase de stress competitivo se as coisas não correrem bem esta noite com o Portimonense? Sem dúvida. Há essa consciência, mas a estrutura do futebol do Benfica quer evitar o ruído, resultante de muitas mexidas no plantel. A ideia é preservar o ‘núcleo duro’.

LUCAS VERÍSSIMO ou João Vítor? Um destes será emprestado nesta  janela de Janeiro, porque o Benfica tem excesso de ‘centrais’ e Morato ainda está bem cotado junto de Schmidt.

MULTA a Enzo Fernández ainda não estava estipulada à hora em que escrevemos este texto. O Benfica confia que o jovem jogador argentino perceba que também foi mal aconselhado neste processo.

NERES deve começar esta noite o jogo no ‘banco’, se se confirmarem as impressões colhidas por Schmidt durante o dia de quinta-feira. Curioso é que — agora que se falou de Ziyech como hipótese de reforço do Benfica, metido no alvitrado ‘pacote-Enzo’, os dois jogaram no Ajax, sob a orientação de Marcel Keizer e Ten Haag. Internamente, no Benfica, para além das questões financeiras, o entendimento é que os dois (Ziyech e Neres) seriam ‘concorrentes’ e nem nesse contexto a solução era muito bem vista.

OTAMENDI e o seu empresário foram peças importantes no momento em que o Benfica quis concretizar a contratação de Enzo Fernández. A verdade, porém, é que em relação ao seu próprio processo de renovação, o ‘capitão’ das ‘águias’, com 34 anos, pediu um compasso de espera aos responsáveis benfiquistas. Neste momento, não quer tomar nenhuma decisão em relação ao seu futuro.

PAULO BERNARDO pode ser emprestado agora em Janeiro, se surgir uma boa solução para o jovem jogador poder rodar.

QUERIDO Enzo. Depois do castigo, vamos assistir provavelmente a uma operação de charme em torno da imagem do jovem jogador argentino. A organização do Benfica temia que hoje, se Enzo fosse utilizado, pudessem existir manifestações hostis contra o campeão do Mundo. Há a convicção de que “Enzo é um bom menino”.

ROGER SCHMIDT está a agradar muito aos responsáveis benquistas e ao presidente Rui Costa, que já o abordou para a renovação do contrato, como havíamos dito, em primeira mão, na CNN e no “Rui Santos Em Campo”. O técnico alemão sabe desse interesse mas entende que não há pressa. O Benfica quer fechar esse dossiê neste mês de Janeiro, mas como é óbvio vai depender também de Schmidt.

SCHJELDERUP, 18 anos, será fechado nos próximos dias pelo Benfica se não surgir qualquer contratempo, uma vez que os ‘encarnados’ têm concorrência. Uma contratação que se inscreve naquela que é a estratégia dos ‘encarnados’: contratar jovens com margem de progressão. Desportiva e financeira. Trata-se de um jovem extremo que pode ficar no encalço de… David Neres. É um dossiê que se pretende ver fechado na próxima semana.

TRATADO: a chegada de Enzo Fernández à Luz, depois de ter faltado aos treinos, foi feita em ambiente amistoso. Os colegas de Enzo não o hostilizaram. Parece que este ponto ficou tratado com palavras entre Enzo e os companheiros. Poder-se-à falar de um pedido de desculpas?…

ULTIMATO a Enzo não chegou a existir porque o jogador percebeu que, não havendo acordo entre o Chelsea e o Benfica, tinha mesmo de se apresentar na Luz para não sofrer consequências maiores. Aliás, Roger Schmidt — quando deu a conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Portimonense — já estava sintonizado com o presidente e não foi por acaso que, em paralelo à crítica ao comportamento do jogador, foi sublinhado o facto de ninguém desejar a saída do jovem médio argentino.

VLACHODIMOS não é tema. Muito se tem falado no guarda-redes do Benfica mas — a menos que surja um facto novo — neste momento não é tema.

XIS (letra X) é atribuída ao ‘factor Gonçalo Ramos’. O Benfica não o quer vender agora, mas está à procura de um ponta-de-lança que possa integrar-se no plantel, sem causar brechas. E pode ser fechado na próxima semana.

YONI GONZÁLEZ é apenas uma das ‘gorduras’ que o Benfica quer limpar do plantel. A equipa de Rui Costa  quer gerar no mínimo 10M€ com a ‘limpeza’ financeira e desportiva.

ZIYECH foi um nome avançado no ‘processo Enzo’ para amortecer o valor que o Chelsea queria pagar ao Benfica. A verdade, porém, é que o internacional marroquino factura de ordenado no Chelsea 7M€/época líquidos (!). O Benfica não está nada para aí virado.

Aqui fica o ‘Benfica de A a Z’. Na hora… H.
 

Colunistas

Mais Colunistas

Mais Lidas

Patrocinados