Confrontos junto ao consulado de Angola em Lisboa

CNN Portugal , MJC - notícia atualizada às 11:45
25 ago, 09:27
Distúrbios junto ao consulado de Angola em Portugal

Eleitores angolanos protestavam contra a não afixação das atas com os resultados das eleições. Polícia interveio para proceder à “reposição da ordem pública”

Esta madrugada, foram registados confrontos entre polícia e eleitores junto ao consulado de Angola, em Alcântara, em Lisboa. Os distúrbios aconteceram após o encerramento das mesas da voto para as eleições em Angola.

Num vídeo publicado no Twitter, percebe-se que alguns eleitores se revoltaram com a não afixação das atas com os resultados apurados naquela mesa de voto. "Está aí o pessoal do MPLA a fugir no autocarro", pode ouvir-se. "A fugirem com os nossos votos, a fugirem com as nossas atas." E ainda: "Não publicaram as atas em Lisboa e estão a fugir". "Estamos a reivindicar democracia em Angola."

De acordo com a PSP de Lisboa, "ao fim do dia, e após o encerramento das urnas, por se manter um elevado número de pessoas no exterior, o dispositivo da PSP foi reforçado e manteve-se até à saída do edifício dos funcionários, delegados e demais intervenientes". "Para evitar a escalada de tensão e eventual confronto por parte dos manifestantes, foi decidido que os  delegados e funcionários, sairiam por uma porta secundária e seriam acompanhados pela Polícia até ao autocarro que os transportaria para a unidade hoteleira", explica a polícia em comunicado emitido esta manhã.

"Alguns dos manifestantes que entretanto se deslocaram para a artéria onde estava o autocarro, adotaram um comportamento hostil, com arremesso de pedras e diversos objetos, tendo havido a necessidade por parte da PSP de efectuar uma vaga de dispersão com uso da força, para fazer cessar tais comportamentos e garantir a segurança dos delegados, dos polícias e a reposição da ordem pública." 

Do arremesso dos objetos há a registar um Polícia ferido na cabeça, o qual foi transportado ao hospital para tratamento, bem como danos em viaturas que ali se encontravam parqueadas. O autocarro seguiu até ao seu destino acompanhado pela PSP.

Segundo o jornal Observador, não houve qualquer detenção, nem foram identificados os intervenientes, neste que terá sido o único distúrbio registado junto ao consulado lisboeta durante as eleições angolanas.

Vídeos partilhados por movimentos cívicos e ativistas angolanos registaram vários incidentes e irregularidade em várias assembleias de voto, em Angola, ao longo do dia de quarta-feira, durante a realização das eleições gerais, com vista à constituição da Assembleia Nacional e eleição do presidente e vice-presidente do país. 

O primeiro resultado provisório, divulgado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) na madrugada desta quinta-feira, dava a vitória ao MPLA de João Lourenço com 60,65% dos votos. De acordo com o porta-voz da CNE, Lucas Quilundo, cerca das 11:00 tinham sido escrutinados 86,41% do total dos votos. 

Relacionados

África

Mais África

Patrocinados