Vice do Chega banido do Twitter por ter “múltiplas contas para fins abusivos”. Pedro Frazão ri-se ao ouvir o motivo

15 fev, 20:26
Pedro dos Santos Frazão

Futuro deputado do Chega, eleito por Santarém, garante que não teve contas falsas e lembra outro momento em que acabou excluído da rede social.

O vice-presidente do Chega foi banido do Twitter por ter “múltiplas contas para fins abusivos”. A informação consta da decisão emitida pela rede social.

Confrontado sobre a razão para ter sido banido do Twitter, Pedro Frazão começou por rir-se. Mas encontra uma explicação para o sucedido: teve outra conta que também acabou “banida porque tinha partilhado uma notícia sobre o ministro [Eduardo] Cabrita”, sobre a reformulação da ala de uma prisão para centro de refugiados, com o aviso de que “poderia acontecer de novo”.

O futuro deputado do Chega rejeita ter qualquer conta falsa, um cenário muito apontado ao longo dos últimos anos ao partido criado por André Ventura, para disseminar informação falsa que lhe permitiria reforçar a base de apoio. “As contas que tive no Twitter foi sempre com o meu nome próprio”. E acrescenta: “Não recebi nenhuma notificação deste novo banimento”.

Relatório com a decisão do Twitter

A conta de Twiter do deputado do Chega Pedro Frazão foi “suspensa permanentemente”, o que o vai impedir desmentir e retificar uma publicação que fez onde acusou Louçã de receber uma avença do BES

Segundo já tinha adiantado Frazão à CNN Portugal, a sua advogada vai agora enviar um requerimento para o Tribunal de Cascais a explicar que não será possível cumprir a sentença e “repor a verdade”.

A conta foi banida no domingo à noite. O último conteúdo, segundo o futuro deputado, foi uma republicação de um tweet de André Ventura em que o líder do partido dizia que não tinha “medo dos ataques e de enfrentar os poderes”.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados