Ventura diz que um voto no PSD é um voto em António Costa

Agência Lusa , JGR
27 jan, 00:05

O líder do Chega voltou a atirar farpas a Rui Rio e alertou que a incapacidade da direita em criar pontes pode levar a "uma geringonça de direita morta à nascença"

O presidente do Chega, André Ventura, afirmou esta quarta-feira, em Vila Real de Santo António, que um voto no PSD “é um voto em António Costa”, depois de na terça-feira ter dito que era necessário criar pontes à direita.

Questionado sobre as declarações do presidente do PSD, Rui Rio, de que o PS é “um dos interessados em que o Chega tenha uma grande votação”, André Ventura frisou que é “o contrário” e que um voto nos sociais democratas é “um voto em António Costa”.

“Um voto no Chega é obrigar um Governo de direita a lutar contra a corrupção”, frisou, recordando que, na última legislatura, o PSD votou cerca de 60% das vezes ao lado dos socialistas.

Ainda na terça-feira, André Ventura afirmava que era importante a direita criar pontes e não destruí-las, alertando para a possibilidade de “uma geringonça de direita morta à nascença”.

O presidente daquele partido de extrema-direita falava aos jornalistas durante a arruada que realizou esta tarde em Vila Real de Santo António, onde fez questão de recordar a detenção da presidente da Câmara Municipal, Conceição Cabrita (PSD), em abril de 2021, por suspeitas de corrupção.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados