Aumentos nos títulos ocasionais e descontos nos passes marcam 20 anos do Andante

Agência Lusa , AM
20 dez 2022, 06:40
Metro do Porto (JOSÉ COELHO/LUSA)

Sistema intermodal é gerido pelos Transportes Intermodais do Porto, um agrupamento complementar de empresas detido em igual percentagem (33,3%) pela Metro do Porto, pela CP - Comboios de Portugal e pela Sociedade de Transportes Coletivos do Porto

O sistema de bilhética intermodal Andante, vigente na Área Metropolitana do Porto, completa hoje 20 anos de existência, marcados por crescentes aumentos nos títulos ocasionais, mas também com a fixação dos preços nos passes mensais desde 2019.

No início da operação do Andante, em 2002, que coincidiu com a entrada do serviço comercial da Metro do Porto (cujo vigésimo aniversário se assinalou em 7 de dezembro), o bilhete mais barato (Z2) custava 80 cêntimos.

Em 2023, segundo informação já adiantada pela entidade gestora do Andante, o preço de um Z2 vai passar para 1,30 euros, significando um aumento de 50 cêntimos no espaço de 20 anos.

O preço dos passes também sofreu evolução ao longo dos anos, muitas vezes à boleia dos indicadores de inflação, mas com a introdução do Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes (PART), em abril de 2019, os preços das assinaturas standard fixaram-se em 30 euros para três zonas ou para um município, ou 40 euros para toda a AMP.

O congelamento do preço dos passes significou a poupança de várias dezenas de euros mensais face aos tarifários anteriormente conhecidos, que podiam chegar a rondar os 100 euros, quanto mais as zonas percorridas.

Há também várias modalidades destinadas a jovens, estudantes, seniores, famílias, descontos sociais ou antigos combatentes.

O sistema intermodal é gerido pelos Transportes Intermodais do Porto (TIP), um agrupamento complementar de empresas (ACE) detido em igual percentagem (33,3%) pela Metro do Porto, pela CP - Comboios de Portugal e pela Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP).

Hoje em dia, o título de transporte é utilizado nos 17 concelhos da Área Metropolitana do Porto (AMP), sendo também utilizados por vários operadores de transporte rodoviário privado na região.

Em entrevista à Lusa a propósito dos 20 anos da inauguração serviço comercial do Metro do Porto, que se comemoraram no dia 7 de dezembro, o atual administrador delegado dos Transportes Intermodais do Porto (TIP), Manuel Paulo Teixeira, disse que o sistema foi "um ganho enorme para os clientes" por uniformizar vários bilhetes monomodais.

Algo distintivo do sistema era também o seu mecanismo sem contacto, inovador à época, bem como a questão da ausência de barreiras nas estações de metro, algo que na altura foi "muito controverso", segundo Manuel Paulo Teixeira.

Para hoje, de acordo com uma informação adiantada à Lusa por fonte dos TIP, "o interface de Campanhã (junto à loja Andante) será o palco central das celebrações, com diversas ações e momentos de partilha", com "especial destaque para a obra de arte concebida pelo atelier Projeto Ruido".

Serão também lançados passatempos nas redes sociais do Andante.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados