Há cerca de 55 mil estrangeiros interessados em trabalhar em Portugal

Agência Lusa , BC
11 nov, 11:25
Ana Mendes Godinho (Lusa/Mário Cruz)

Ministra do Trabalho diz que cerca de 55 mil estrangeiros registaram-se na página do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) a manifestar interesse em trabalhar em Portugal

A ministra do Trabalho anunciou esta sexta-feira que "cerca de 55 mil trabalhadores" estrangeiros manifestaram interesse em entrar e permanecer em Portugal para procurar emprego, através da página do IEFP criada para esse efeito.

Os dados foram avançados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante uma audição na Comissão de Orçamento e Finanças no âmbito da discussão na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023).

Segundo Ana Mendes Godinho, até agora "cerca de 55 mil trabalhadores" registaram-se na página do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) a manifestar interesse em procurar emprego em Portugal, sublinhando que são trabalhadores "determinantes" para o mercado de trabalho em Portugal e para as contribuições da Segurança Social.

Em outubro, também numa audição na comissão de Orçamento e Finanças, a ministra do Trabalho indicou que o número de trabalhadores estrangeiros por conta de outrem com remunerações declaradas à Segurança Social atingiu os 530 mil, representando 12% do total dos inscritos.

Segundo a governante, o número de trabalhadores declarados à Segurança Social atingiu recordes este ano, com cerca de 4,9 milhões de pessoas.

Ana Mendes Godinho salientou a "evolução extraordinária desde 2015" quanto aos trabalhadores estrangeiros que declaram remunerações à Segurança Social, indicando que em 2015 existiam "110 mil pessoas estrangeiras a contribuírem para o sistema" de Segurança Social e em 2022 esse número é de 530 mil.

Relacionados

Governo

Mais Governo

Patrocinados